ALUNO TEVE LAPIS CRAVADO NA CABEÇA, E DIZ QUE NÃO VAI MAIS A ESCOLA.

Jovem de 13 anos foi parar no hospital com lápis enfiado na cabeça.

Jovem de 13 anos foi parar no hospital com lápis enfiado na cabeça.

RIO BRANCO – O garoto de 13 anos que, após uma discussão com um colega, teve um lápis cravado na cabeça, não quer mais estudar na escola Tancredo de Almeida Neves, no bairro Sobral, em Rio Branco. Segundo a mãe dele, a dona de casa Francisca de Oliveira, o menino está bem de saúde, mas está envergonhado pelo ocorrido. O caso aconteceu na terça-feira (2).

“Ele quer trocar de escola, ficou muito chateado e com vergonha. Ele é muito tímido. Estou tentando convencê-lo a terminar, pelo menos, o ano. No próximo, eu posso procurar uma vaga em outro lugar. Uma transferência para outra escola, no meio do ano, já é difícil”, diz.

A mãe conta que o filho tem evitado até sair de casa depois que soube que uma foto dele circula em um aplicativo de celular. “Ele não sai nem de dentro de casa, também por causa de uma foto dele no Whatsapp. Os amigos dele ligam perguntando para saber como ele está e nem atender o telefone meu filho quer”, acrescenta.

Francisca diz que a perfuração na cabeça do menino foi superficial, mas ele ainda reclama de dores. “Ele está bem, mas sente dor de cabeça constante. Ele está tomando um remédio para febre, dor e um anti-inflamatório. O médico disse que não foi nada grave”, conta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você pode gostar...