Assassino do Décio Sá é condenado a mais 22 anos de prisão por duplo homicídio em Santa Inês

Jhonatan de Sousa Silva é condenado a 22 anos de prisão.

MARANHÃO – Jonhatan de Sousa Silva, assassino confesso do jornalista Décio Sá,  foi condenado a 22 anos de prisão em uma sessão do Tribunal do Juri Popular realizada  na cidade de Santa Inês, (MA). Ele foi julgado pelas mortes de Antônio Pereira Lima e Geraldo Araújo Pereira. O crime ocorreu no dia 12 de outubro de 2010 na zona rural daquele município.

Jonhatan que na época usava o nome falso de Leandro da Silva Conceição teria executado as duas vítimas por causa de uma aposta no valor de 5 reais em uma partida de sinuca. A verdadeira identidade do assassino só foi descoberta depois que ele foi preso em São Luís,  pela morte do jornalista Décio Sá.  Jonhatan ainda responde a mais cinco processos na Justiça.  Pelo assassinato de Décio Sá, o criminoso está condenado a 27 anos de prisão. Após a sentença em Santa Inês ele foi recambiado para o Complexo Penitenciário São Luís. 

Você pode gostar...