Assassino e estuprador da menina Alanna Ludmila, Robert Serejo vai ser julgado no júri popular em Paço do Lumiar.

Assassino da menina Allana Ludmila Borges Pereira, de 10 anos, Robert Serejo de Oliveira, de 33 anos.

PAÇO DO LUMIAR/MA – Assassino da menina Allana Ludmila Borges Pereira, de 10 anos, Robert Serejo de Oliveira, de 33 anos, foi pronunciado a júri popular pela 3ª Vara de Paço do Lumiar.

Ele será julgado por feminicídio, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver contra a enteada. O crime ocorreu em novembro de 2017 quando o padrasto da menina invadiu a casa, durante ausência da mãe, para estuprá-la e matá-la. Em seguida, ele enterrou o corpo de Alanna sob restos de material de construção no quintal da casa. 

O acusado está encarcerado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde 4 de novembro do ano passado, quando tentava fugir em uma van na BR-135, na zona rural de São Luís.

Segundo o juiz Roberto de Paula, que está respondendo pela 3ª Vara de Paço do Lumiar, foi realizada a audiência de instrução e, na etapa seguinte, Robert foi pronunciado ao júri, após análise da materialidade e indícios acerca da autoria dos crimes pelos quais o acusado está respondendo.

A Justiça está aguardando, no momento, a defesa ou o Ministério Público se manifestarem por meio de recursos, em um prazo de cinco dias.

Passado esse prazo e as partes não entrarem com recursos, o processo voltará e o magistrado vai designar a data para o Tribunal do Júri, que poderá acontecer ainda neste ano.

De acordo com declarações de Roberto de Paula, nessas etapas, o juiz não pode “fazer juízos de certeza”, pois quem vai decidir se réu é inocente ou culpado são os jurados no final do júri popular.

Allana Ludmila Borges Pereira, de 10 anos.

Você pode gostar...