AUDIÊNCIA PÚBLICA PROPÕE DO CONSELHO DO PARQUE ESTADUAL DO MIRADOR.

O Secretário de Estado de Assuntos Políticos e Federativos (SEAP), Márcio Jerry, fala durante audiência.

O Secretário de Estado de Assuntos Políticos e Federativos (SEAP), Márcio Jerry, fala durante audiência.

MARANHÃO – Como parte da política de participação popular na construção das ações para o Maranhão, o Governo do Estado realizou, na manhã desta quarta-feira (27), Audiência Pública com o objetivo de discutir a gestão e atual situação do Parque Estadual do Mirador. A iniciativa culminou no mapeamento de uma série de demandas da população da Região do Médio Sertão e na proposição de um Conselho para gerir a maior Unidade de Conservação do Maranhão.

A Audiência Pública realizada no Centro de Ensino Edison Lobão, em Mirador, foi uma ação coordenada entre as Secretarias de Estado de Assuntos Políticos e Federativos (SEAP) e de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) e reuniu prefeitos, vereadores, lideranças políticas e entidades da sociedade civil em torno de uma agenda comum de salvaguardar o Parque Estadual do Mirador, berço das cabeceiras dos rios Itapecuru e Alpercatas.

A população ouviu as exposições realizadas pela SEMA sobre o Programa de Gestão Compartilhada do Parque e Ações de Controle e Fiscalização, apresentadas em parceria com o Batalhão da Polícia Ambiental. Após a explanação dos representantes do Governo, uma mesa de debates foi formada para que a população da região pudesse participar da construção das diretrizes de gestão do Parque Estadual do Mirador.

Nascido e criado no Parque, Felix Carreiro parabenizou o Governo que, pela primeira vez desde a criação da Unidade de Conservação, em 1980, se reuniu com a população para discutir a gestão do local. “A população está disposta a fazer o que precisar para ajudar a tirar as propostas do papel”, ressaltou.

Uma série de demandas foi apresentada pela população para conter a degradação ambiental causada pelas queimadas, caça predatória e invasão para desmatamento de madeira. A superintendente de Biodiversidade e Áreas Protegidas da SEMA, Janaina Dantas, destacou que a maioria das reivindicações apresentadas pela sociedade na Audiência Pública já estão no cronograma de atividades do Governo para o ano de 2016, sobretudo a criação de um Conselho para o Parque.

“O grande objetivo é fazer uma gestão compartilhada do Parque Estadual do Mirador a partir da criação desse Conselho. Desta forma, discutiremos democraticamente a estruturação do batalhão de policiamento florestal, brigada de incêndio, contratação de empresas para gerenciar e mapear a área, além de pensar um plano de manejo para a população que vive no local”, explicou Janaína.

O secretário da SEAP, Márcio Jerry, enfatizou que o Parque é um patrimônio do Maranhão e do Brasil, mas, na hierarquia das importâncias, é necessário respeito às populações nativas e combate aos invasores. “Os encaminhamentos serão levados ao governador Flávio Dino pela SEMA para que não sejam ações setoriais, e sim carimbadas como urgentes, importantes e ações permanentes de Governo”, frisou.

Também participaram da Audiência Pública o secretário-adjunto de Recursos Ambientais da SEMA, Rosendo Júnior, o prefeito e o vice-prefeito de Mirador, Joacir de Andrade e Rony, respectivamente; os prefeitos de Colinas, Antonio Carlos; Sucupira do Norte, Marcony da Silva; e Fernando Falcão, Adailton Cavalcante; os superintendentes de Articulação Regional Felix Resplandes e Tio Jardel, além de vereadores, secretários municipais de Meio Ambiente, professores, lideranças políticas e sindicais e moradores residentes na Unidade de Conservação.

 

Você pode gostar...