Avô que abusou sexualmente da neta na cidade de Icatu é preso pela segunda vez

José Ribamar Alves, de 62 anos, foi preso na tarde de terça-feira (9) no Povoado Mata, município de Icatu.

ICATU/MA – Avô acusado de estuprar a própria neta é preso pela segunda vez, sendo que a primeira vez foi preso por policiais lotado no 27º BPM de Rosário, e liberado pelo delegado Marcio Moraes, na ultima sexta-feira, e agora preso pela segunda vez por policiais da 1ª Delegacia Regional de Rosário, na tarde de terça-feira, (09), que efetuou o cumprimento da prisão por prática de estupro de vulnerável, no povoado Mata, município de Icatu na região do Munim, com mandado de prisão preventiva em desfavor de José Ribamar Alves, de 62 anos, tendo como vítima uma neta de 11 anos, fato esse previsto no art. 217-A do Código Penal.

Segundo as investigações da polícia, o crime chegou ao conhecimento dos policiais no último sábado (6), após a realização de denúncias anônimas que afirmavam que José Ribamar estava abusando sexualmente a sua neta.

De acordo com a polícia, a vítima foi encaminhada para atendimento no Centro de Perícias Técnicas para Criança e o Adolescente (CTPCA) para realizar exames a fim de constatar o abuso contra ela. José Ribamar Alves foi preso e encaminhado ao Presídio de Rosário, a 75 km da capital, onde ele vai ficar à disposição da Justiça. Ele vai responder pelo crime de estupro de vulnerável.

Com o resultado das investigações, em apenas dois dias foi feita representação pela prisão do investigado, a qual foi acolhida pelo Poder Judiciário de Icatu com parecer favorável do Ministério Público e dado imediato cumprimento pela Polícia Civil por policiais da Delegacia Regional de Rosário e Delegacia de Icatu.

Relembre o caso

José Ribamar Alves havia sido conduzido pela Polícia Militar na ultima sexta-feira, (05), para 1ª Delegacia Regional de Rosário, mediante denuncia, na ocasião o autor foi ouvido e liberado. De acordo com delegado Marcio Moraes na ultima sexta-feira, não havia preventiva e nem flagrante para garantir a prisão do suspeito.

 

 

Você pode gostar...