BAIXARIA NA ASSEMBLEIA: DESESPERADA COM CPI, ANDREA MURAD CHAMA DEPUTADO DE SEM-VERGONHA.

DEPUTADA ANDREA MURAD.

DEPUTADA ANDREA MURAD.

MARANHÃO –  A deputada Andréa Murad (PMDB) protagonizou, nesta manhã de quarta-feira (15), espetáculo deprimente no plenário da Assembleia Legislativa ao agredir o líder do governo, deputado Rogério Cafeteira (PSC), pelo simples fato do mesmo ter solicitado à Mesa Diretora da Casa que fosse cumprido o Regimento Interno, já que a parlamentar, mesmo já tendo extrapolado seu tempo, permanecia na tribuna ameaçando parlamentares com um vocabulário chulo e impróprio para quem exerce mandato.

“Gostaria que a Mesa Diretora cumprisse o Regimento no que diz respeito aos horários para uso da tribuna”, solicitou o líder do Governo. Antes mesmo do deputado concluir sua questão de ordem, Andréa, nervosa e sem argumento para justificar sua insistência em continua na tribuna, se tremendo toda, partiu para a agressão: “V.Exª deveria era ter vergonha de ser o deputado que é” enfatizou a parlamentar, sem explicar o motivo da agressão. Em seguida se retirou da tribuna.
Indignado com a agressão gratuita, Rogério Cafeteira usou o tempo destinado ao seu partido e desafiou a deputada a ingressar com uma representação na Comissão de Ética da Casa e denunciar o que possui contra ele. “Se a senhora tem alguma coisa contra mim entre no Conselho de Ética. A senhora vive ameaçando deputados por conta da CPI, mas quero lhe dizer que a investigação dará a oportunidade de seu pai se defender da graves acusações que pesam contra ele”, observou Cafeteira.
O nervosismo da parlamentar, segundo comentários comentários nos bastidores do Poder Legislativo, está relacionado com a CPI que vai investigar denúncias de corrupção na gestão do seu pai, ex-deputado Ricardo Murad, na secretaria de Saúde do Estado na gestão desastrosa de Roseana Sarney.

Você pode gostar...