BALEIA DA ESPÉCIE JUBARTE QUE ENCALHOU NO MANGUE EM TURIAÇU NÃO RESISTE AOS FERIMENTOS E MORRE.

BALEIA ENCALHADA.

BALEIA ENCALHADA.

TURIAÇU – A baleia da espécie jubarte que encalhou na manhã desta segunda-feira (23), em uma região de mangue na cidade de Turiaçu, a 152 km de São Luís, não resistiu aos ferimentos e morreu na tarde desta terça-feira (24). A imagem foi enviada por uma internauta que não quis se identificar. De acordo com informações do superintendente de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente Rafael Carvalho, uma equipe do Corpo de Bombeiros da cidade de Pinheiro, a 129 km de Turiaçu, teria encaminhado o mamífero para o alto-mar, mas devido o seu estado debilitado, ela acabou voltando para região de mangue, onde morreu.

O coordenadora nacional do Centro de Mamíferos Aquáticos Fábia Luna afirmou que o caso da baleia encalhada no Maranhão estava sendo acompanhado e que a função do órgão é principalmente orientar nos primeiros socorros do animal. Ela afirmou que a maioria dos mamíferos, quando chega à terra firme ou em área de mangue, é porque já estava debilitado.
TENTATIVA PARA DESENCALHAR.

TENTATIVA PARA DESENCALHAR.

Outros fatores citados pela coordenadora estão ligados a fatores externos, como acidente causado por alguma embarcação, pesca mal sucedida, ou a idade avançada do animal. “É muito raro uma baleia deste porte encalhar numa região de mangue, mas quando isso acontece, na maioria dos casos, a motivação deste animal foi causada por fatores externos, que estão muito mais vinculados as ações do homem doque com o próprio habitat do animal”, explica.
A baleia tinha aproximadamente 15 metros de comprimento e, segundo informações da bióloga e presidente do Instituto Ecos de Gaia Nayara Valle, até o momento, não havia nenhum registro de um animal deste tamanho que tivesse encalhado antes.

Você pode gostar...