Carreta tanque tomba na BR-135, derrama óleo diesel e interdita a rodovia em São Luís

CARRETA TOMBADA E O MOTORISTA FERIDO.

SÃO LUÍS/MA – Uma carreta tanque do Grupo Masut, de Anápolis/GO, carregada de óleo diesel, tombou, por volta de 9h da manhã desta quarta-feira (1º), no km 12 da BR-135, em São Luís. O motorista teve ferimentos leves e foi levado para um hospital da capital.

Segundo a PRF, a carreta tanque saía da região portuária em direção ao interior do estado. Uma parte do combustível derramou sobre a pista e desceu para um brejo ao lado.

Até às 17h, a carreta permanecia tombada interditando o sentido crescente do km 12 da pista principal. Técnicos realizam o transbordo da carga para outros caminhões tanques. Só depois será possível destombar e retirar a carreta sem riscos de explosão.

A versão do motorista

O veículo seguia no sentido decrescente do acesso da BR-135 (da Vila Maranhão para Pedrinhas) carregado com milhares de litros de óleo diesel. De acordo com a declaração do motorista, um automóvel teria entrado na frente da carreta tanque e brecado bruscamente, o que fez com que ele perdesse o controle e tombado.

O que deve ter acontecido de fato

Os indícios colhidos no local levam a polícia para uma explicação mais factual sobre o motivo do acidente. De acordo com as informações levantadas, o condutor provavelmente não percebeu o fim da pista do acesso e a chegada da pista principal. Quando tentou frear já era tarde. Um forte indício técnico é o disco do tacógrafo da carreta, que assinalava a velocidade de aproximadamente 80km/h no momento do acidente.

No Boletim de Acidente de Trânsito (BAT) os policiais da PRF colocarão em campo próprio a descrição dos danos ao meio ambiente, provocado pelo vazamento de óleo.

Outros acidentes do mesmo tipo no local

Este não é o primeiro acidente desta natureza no entroncamento com a via principal da BR 135 na localidade Ananandiba, próximo a Pedrinhas. Outras carretas já tombaram no local.

Essas carretas tanques saem carregadas, com muito peso, e em velocidade aproximada de 80km/h. Quando chegam nesse ponto de encontro com a via principal, alguns condutores não percebem que a pista está acabando e não conseguem fazer a curva a tempo, pois o peso da carga puxa para a esquerda e a carreta tomba.

Acidente cinematográfico

O último acidente grave semelhante aconteceu no local faz poucos anos. Na ocasião, a carreta, além de invadir a pista principal e tombar no canteiro central, pegou fogo e explodiu levando pânico para os usuários da via e moradores do entorno.

Você pode gostar...