Delegado desmente boato de pedido de prisão de policiais do Pará no caso do assassinato do prefeito de Davinópolis.

Prefeito Ivanildo foi executado no último dia (11).

IMPERATRIZ/MA – Alguns boatos têm circulado com relação ao assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, encontrado morto na manhã do dia 11 de novembro, cerca de 2 km da sede da sua fazenda, na zona rural do município e o carro do prefeito foi encontrado abandonado na BR-010, ao lado da mata do 50 BIS, em Imperatriz.

Pelas redes sociais, circulou uma suposta decretação de prisões preventivas de duas pessoas, entre elas um policial que atua no estado do Pará, que poderiam estar envolvidas no crime. O delegado Praxisteles Martins, da titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP, desmentiu estas informações.

“Ainda não foi feita nenhuma representação. Estas pessoas citadas não tiveram sequer pedidos de prisão decretadas. Era preciso fazer este esclarecimento para que as pessoas que tiveram as imagens divulgadas não tenham prejuízo. O que nós podemos adiantar é que a investigação continua de forma intensa. Ouvimos algumas pessoas, esta semana terão novos depoimentos. Esperamos que a té o final de semana possamos avançar mais”, afirmou.

Confira a matéria da Difusora Imperatriz:

Delegado desmente boatos de decretação de prisões de suspeitos por morte de prefeito.

Você pode gostar...