Deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) está em busca de assinaturas para abertura de uma CPI contra o secretário de Segurança Pública Jefferson Portela.

RAIMUNDO CUTRIM ATRÁS DE ASSINATURAS.

MARANHÃO – Não é de hoje que o deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) externa suas desavenças com o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela (PCdoB). A troca de farpas – ocorria em março deste ano – foi parar nas redes sociais depois de um discurso feito pelo parlamentar, sobre a operação da Polícia Civil que desarticulou uma Organização de Contrabando.

Na segunda-feira (23), o deputado não poupou críticas ao secretário por conta de um vídeo em que um policial acusa Portela de “guiar” o depoimento de um PM, declaração já considerada pelo Ministério Público Federal (MPF) como falsa e que seria uma manobra dos advogados de defesa do policial.

Cutrim também incluiu os fatos do fim de semana, como o memorando da Polícia Militar, para afirmar que o secretário de Segurança Pública não poderia permanecer no cargo.

“A permanência de Jefferson Portela compromete o seu governo e desrespeita a Assembleia. Confio no governo que faço parte e espero que, como foram exonerados os responsáveis da circular, que seja também exonerado da função de Secretário de Segurança Pública. Sugiro também fazermos uma CPI, vamos assinar para que tenha a assinatura dos 42 deputados, para que a gente possa trazer isto a limpo, para que fatos desta natureza não possam mais ocorrer em nosso Estado”, finalizou.

 

(FONTE: DANIELA BANDEIRA)

Você pode gostar...