Dois assaltantes que participaram da morte do sargento Póvoas, morrem em confronto com policiais.

Os três assassinos do sargento Antonilson Póvoas Sousa foram identificados. Dois morreram.

SÃO LUÍS/MA – Dois dos acusados de assassinar na segunda-feira (20) o sargento da Polícia Militar Antonilson Póvoas Sousa, de 46 anos, morreu em confronto com policias nesta terça feira. Um morreu na hora do confronto o outro morreu no hospital.O homem, identificado como ErinaIdo, ao ser cercado pelos policiais reagiu e terminou tombando na hora.

Na Vila Isabel Cafeteira , os dois homens que participaram do assassinato do militar estavam escondidos. A polícia montou uma operação de guerra por tratar-se do enfrentamento com bandidos de perigosa facção. Até o helicóptero do CTA foi usado durante a operação.

Na mesma ação policial, que contou com o apoio do helicóptero do CTA, também foi baleado João Marcelo dos Santos Trindade, que foi encaminhado para o hospital mas não resistiu e veio a óbito. Este é apontado como principal suspeito disparar os tiros que mataram o militar. As incursões na área foram feitas por equipes do 8° Batalhão de Polícia Militar. 

O outro envolvido no ataque criminoso contra o sargento Póvoas, Davi Everton Rodrigues, de 18 anos, continua internado no Socorrão 2 e, segundo informações, não corre risco de morte.

Antonilson Póvoas Sousa foi atingido com tiro na cabeça durante tentativa de assalto na Avenida 10, no bairro Maiobão, em Paço do Lumiar, nessa segunda-feira (20). Ele foi socorrido e levado para o Hospital Socorrão 2, mas faleceu na madrugada desta terça-feira (21) no Hospital do Servidor, para onde tinha sido transferido.

 

Você pode gostar...