Empossado novo procurador-geral de justiça do MPMA.

O novo procurador-geral de justiça fez o juramento diante de diversas autoridades.

O novo procurador-geral de justiça fez o juramento diante de diversas autoridades.

SÃO LUÍS – Em sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça, realizada na noite desta terça-feira, 14, no auditório da nova Procuradoria Geral de Justiça (Calhau), tomou posse como procurador-geral de justiça do Ministério Público do Maranhão, Luiz Gonzaga Martins Coelho, para o biênio 2016-2018. Luiz Gonzaga sucede Regina Lúcia de Almeida Rocha, que chefiou a instituição durante dois mandatos, de 2012 a 2014 e de 2014 a 2016.

Participaram da cerimônia autoridades dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo, além de membros e servidores do MPMA e familiares do empossado. Também estiveram presentes representantes de MPs de outros estados.

ÊXITO

A sessão foi presidida e aberta por Regina Rocha que, em seu último pronunciamento como procuradora-geral de justiça, fez um balanço de suas duas gestões (2012-2014 e 2014-2016). “Encerro uma das jornadas mais desafiadoras e enriquecedoras na minha trajetória no Ministério Público. Hoje, eu tenho um contentamento maior do que na minha posse, porque tenho o sentimento de dever cumprido”, afirmou, acrescentando que é possível “um Ministério Público transparente, eficiente e próximo do cidadão”, garantiu.

A ex-procuradora-geral elencou algumas das ações mais relevantes nos dois biênios, como a melhoria das condições de trabalho em todas as promotorias, com a reforma e construção de novas sedes, destacando a da recém-inaugurada Procuradoria Geral e as das comarcas de Governador Eugênio Barros, Colinas, Paço do Lumiar, Pindaré-Mirim e Maracaçumé; criação dos cargos de assessor de promotor; pagamento da função de diretor de promotoria; valorização dos servidores, por meio de benefícios remuneratórios e manutenção do diálogo com as entidades representativas da categoria; campanhas e programas institucionais que projetaram o MPMA nacionalmente.

Quanto às dificuldades encontradas, Regina Rocha afirmou que foi necessário implementar um choque de gestão, mas que o êxito foi alcançado, sobretudo por conta do trabalho em equipe. Agradeceu a todos que contribuíram para os resultados positivos dos dois mandatos. Citou Deus, a família, assessores, servidores, o Colégio de Procuradores e a Associação do Ministério Público (Ampem).

Regina Rocha finalizou desejando êxito ao sucessor. “Que sua gestão seja profícua, marcada pelo discernimento e diálogo com a sociedade e todos nós que compomos o Ministério Público do Maranhão”.

 

Você pode gostar...