Governador Flávio Dino discute políticas para o campo com movimentos sociais

Governador Flávio Dino recebeu líderes de diversos movimentos sociais no Palácio dos Leões.

MARANHÃO – O governador Flávio Dino recebeu, na noite de terça-feira (16), líderes de diversos movimentos sociais para discutir políticas públicas para a população que reside no campo. A reunião faz parte da articulação dos grupos em torno da Carta Terra e Território Diversidade e Lutas, que apresenta demandas agrárias e ambientais, lançada em junho deste ano. Este foi o primeiro encontro dos líderes do movimento com um chefe do executivo.

Entre os temas abordados, estão a educação no campo, demarcação de territórios indígenas e quilombolas, ampliação da reforma agrária, discussão de políticas que restrinjam o uso de agrotóxicos, investimentos na agricultura familiar e reforma da Previdência. 

“Foi uma ótima audiência. Esses assuntos são de conhecimento do governador Flávio Dino, ele tem noção da nossa pauta. Mas compreendemos que é importante trazer essa discussão para o Maranhão, para que o Governo seja referência na defesa do território e da agricultura familiar”, disse João Paulo Rodrigues, que representa o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). 

Para Aristides Santos, da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), o governador Flávio Dino pode auxiliar na articulação em defesa da agricultura familiar com outros governadores. “A liderança dele aqui no Nordeste é muito importante para nós. A união dos governadores da região tratando de pautas de desenvolvimento e abraçando a nossa causa vai nos ajudar e ajudar a sociedade. São temas ‘caros’, não podemos deixar as questões ecológicas e da alimentação do povo fora dessa agenda importante do país”, afirmou. 

Segundo Loroana Santana, da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), as pautas apresentadas durante a reunião são de extrema importância para o estado. “Dialoga com políticas e ações que são legítimas da sociedade. O Governo entra nesse debate justamente fortalecendo essa pauta, verificando o que podemos implementar de ações afirmativas e nesse intuito estamos para colaborar para termos um Maranhão mais produtivo e justo”, defendeu. 

O secretário de Agricultura Familiar, Júlio Mendonça, explica que desde o início da gestão o Governo do Maranhão trabalha em parceria com os movimentos sociais. “Em todas as ações da SAF temos os movimentos sociais como referência. A própria criação da secretaria atende a uma demanda dos movimentos. Há um direcionamento forte no sentido de sermos parceiros na execução das políticas públicas”, assegurou. 

Ainda de acordo com Júlio Mendonça, o trabalho em conjunto com os movimentos sociais já possui resultados positivos para a população do campo. “Tivemos no Maranhão o fortalecimento de ações de reforma agrária, de comercialização de produtos da agricultura familiar e também das cadeias produtivas”, pontuou.

Você pode gostar...