Governo debate financiamento do SUS em conferência de políticas de saúde.

I Conferência Livre da Política de Atenção Primária e Vigilância.

MARANHÃO – O Governo do Maranhão participou do debate sobre financiamento do SUS e saúde como direito na abertura da I Conferência Livre da Política de Atenção Primária e Vigilância, nesta quarta-feira (13), no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema). No primeiro dia do evento, cerca de 200 pessoas participaram dos debates sobre saúde como direito, consolidação e financiamento do SUS. A conferência prossegue nesta quinta-feira (14).

Presente ao evento, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, ressaltou a importância do debate sobre o SUS e os avanços da rede assistência à saúde no estado. “Política de saúde se faz discutindo demandas, prioridades e avanços com todos os envolvidos no processo. O Estado não pode capitanear sozinho essa responsabilidade, porque é no Município que as pessoas vivem, lá que a saúde acontece, e são para as pessoas que essa política é feita. Só existe um SUS para todos”.

Na programação da Conferência Livre da Política de Atenção Primária e Vigilância, debates, mesas redondas, trabalhos de grupos, além da consolidação de propostas. O evento integra a etapa preparatória para a 16ª Conferência Nacional de Saúde, que será realizada em Brasília.

“Durante dois dias vamos consolidar propostas para orientar, direcionar e balizar os municípios, a fim de que eles possam qualificar as políticas públicas de saúde na área de vigilância em saúde e atenção primária, que tem grande impacto nos indicadores de saúde do Maranhão”, destacou o superintendente de Vigilância Sanitária da SES, Edmilson Diniz.

O secretário municipal de Saúde de São Luís, Lula Fylho, destacou a relevância do trabalho em parceria. “É importante que estejamos alinhados com as políticas de vigilância do estado”, disse.

Você pode gostar...