Governo do Estado terá mais 25 escolas de tempo integral em 2020

Gestores escolares recebem informações sobre modelo pedagógico e expansão dos Centros Educa Mais, no Cejol.

MARANHÃO – Com o intuito de discutir o modelo pedagógico dos Centros Educa Mais e os próximos passos relacionados à expansão de escolas de tempo integral para 2020, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizou, nesta quarta-feira (18), uma reunião com a participação de gestores escolares dos novos centros que foram integrados ao modelo de educação em tempo integral. A reunião aconteceu no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa (Cejol), em São Luís.

“Hoje nós estamos aqui no Cejol, reunidos com gestores de escolas para uma conversa, um diálogo para apresentar o modelo pedagógico e apoiar, no que for necessário, nas matrículas e no início das aulas. É o Maranhão crescendo, com o apoio do secretário Felipe Camarão e do governador Flávio Dino”, afirmou secretário adjunto da Educação Profissional e Integral, André Bello.

Em 2020, a rede pública de tempo integral do Maranhão contará com 25 novas escolas, que abrirão suas portas para centenas de estudantes, nos mais diversos municípios. Sendo 22 Centros Educa Mais, dois Iemas e uma escola bilíngue, totalizando 74 escolas em todo o estado. A partir do ano que vem, a rede contará com 56 Centros Educa Mais, 17 Iemas e uma escola bilíngue, fato inédito na educação pública do Estado.

“Nós fomos contemplados com essa mudança de modalidade de ensino, que agora será de tempo integral. Estamos muito contentes porque esse novo modelo vai mudar a realidade do nosso município, dos nossos educandos e, também, na questão intelectual, pois teremos uma visão de educação bem à frente do que temos agora. Essa mudança foi um presente para nós”, revelou Cláudia Betânia Aguiar de Oliveira, gestora do CE Albert Einstein, em Coelho Neto, que a partir do ano que vem será um Centro Educa Mais.

O CE Júlio de Mesquita Filho, escola da rede pública localizada em São Luís, também será um novo Centro Educa Mais. A gestora Andréia Marques revelou que a implantação do modelo de educação de tempo integral é bastante positiva para a escola e afirmou que os maiores beneficiados com essa modalidade de ensino serão os estudantes.

“É uma vitória, principalmente para os estudantes que vão ter a oportunidade de receber um ensino de qualidade e vão poder passar o dia todo na escola. Além de ter as atividades ditas tradicionais – as disciplinas da base curricular -,vão ter outras vivências que ajudarão no desenvolvimento significativo desses estudantes. Então, é um ganho para toda a comunidade escolar”, elogiou.

Rede de tempo integral do Maranhão

O Ensino Médio em tempo integral foi implantado na rede estadual de ensino, desde 2015, com dois modelos de escolas: Os Centros Educa Mais e os Institutos Estaduais de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMAs). Já em 2020, outra escola será integrada à rede. Será o 1º Centro de Ensino Fundamental Bilíngue e Integral do Maranhão John Kennedy Junior, que abrirá suas portas para atender estudantes a partir do 1º ano do Ensino Fundamental, como um projeto piloto da rede pública estadual.

Em 2020, serão:

• 56 Centros Educa Mais
• 17 Iemas
• 1 Escola Bilíngue em tempo integral

Você pode gostar...