GREVE CONTINUA SEM ACORDO E EMPRESÁRIOS PRESSIONAM POR AUMENTO DE PASSAGEM.

Reunião no gabinete do secretário da SMTT, Canindé Barros, terminou sem acordo e greve continua.

Reunião no gabinete do secretário da SMTT, Canindé Barros, terminou sem acordo e greve continua.

SÃO LUÍS – Terminou sem acordo a reunião entre dirigentes dos sindicatos dos Rodoviários (STTREMA) e das Empresas de Transporte de Passageiros com representantes da Prefeitura de São Luís, do Governo do Estado, do Ministério Público e do comércio, na sede da SMTT. Após quatro horas de discussão, não houve avanço e a greve do transporte público continua, com 100% da frota de ônibus paralisada.

O Sindicato das Empresas de Transporte quer a contrapartida da prefeitura mensal de R$ 4 milhões para diminuir o prejuízo que alegam ter ou o aumento do preço da passagem. A prefeitura diz que não pode fazer o repasse. Outra proposta debatida é a diminuição no ICMS cobrado sobre o valor do óleo diesel cobrada pelo governo do estado.

Os empresários pressionam pelo aumento da passagem que hoje é de R$ 2,10 para R$2,70.

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA) aplicou um total de R$ 384 mil em multas ao Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários por não cumprirem as exigências do mínimo de circulação de 70% da frota.

Você pode gostar...