MARANHÃO TEM 1,7 MIL NOVOS EMPREGOS.

DICAS DE EMPREGO

DICAS DE EMPREGO

 

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego registrou 1.576 novas vagas formais de trabalho – com carteira assinada – criadas no Maranhão durante o mês de julho. O registro equivale à diferença entre o número de vagas criadas (18.025 admissões) e o número de vagas encerradas (16.449 demissões) no período.

O número corresponde a uma expansão de 0,35% em relação ao mês passado – índice maior que nacional, que ficou em 0,10% – e se deve ao crescimento elevado dos setores de Serviços (+1.250 postos), Agropecuária (+605 postos) e Comércio (+314 postos). Os setores da Construção Civil e Indústria de Transformação registraram retração nas vagas.

O desempenho do Maranhão foi o quarto melhor do Nordeste e reflete o período sazonal de contratação temporária de férias pelo setor de Serviços – quando bares, restaurantes e hotéis reforçam suas equipes para receber um número crescente de visitantes no período.

Para o secretário de Estado de Trabalho e Economia Solidária, José Antônio Heluy, os números traduzem o esforço realizado pela Secretaria de Estado de Trabalho e Economia Solidária (Setres) na expansão dos serviços oferecidos pelo Sistema Nacional de Empregos do Maranhão (Sine-MA). Ele informou que a Setres recebeu um reforço no convênio firmado entre o Governo do Estado e o Governo Federal para gestão do Sine no Maranhão. “Atualmente, os recursos para intermediação de vagas e recepção de seguro desemprego estão no patamar dos R$ 4 milhões”.

Heluy acredita que a tendência de crescimento no número de empregos gerados vai se manter até o fim do ano. Ele informa que investimentos dos governos federal e estadual, para este ano, não se resumem ao encaminhamento para o mercado de trabalho. “Temos recursos exclusivos para a qualificação profissional, através do Planteq [Plano Nacional de Qualificação], da ordem de R$ 1,4 milhão”, ressaltou.

FONTE: IDIFUSORA

 

Você pode gostar...