Ministério Público do Maranhão emitiu nota defendendo a promotora de Paço do Lumiar Gabriela Tavernard.

Ministério Público do Maranhão.

MARANHÃO – O Ministério Público do Maranhão emitiu nota defendendo a promotora Gabriela Tavernard. A promotora foi acusada de perseguição pelo prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, após a operação que invadiu inclusive a residência do prefeito.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) vem a público esclarecer que:

1. A operação que ocorreu nesta terça-feira, 7, em Paço do Lumiar, com ampla repercussão na mídia local e nacional, foi realizada pela 1ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar em parceria com o Grupo de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e com a Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), e teve autorização judicial assinada pela 1ª Vara de Paço do Lumiar.

2. Todas as investigações conduzidas pelos membros do Ministério Público do Maranhão ocorrem dentro do que é preconizado pela Lei, com a utilização dos recursos legais à disposição, em conformidade com Resoluções e determinações do Conselho Nacional do Ministério Público, e em estrita observância aos princípios constitucionais e republicanos.

3. Assim, as acusações feitas pelo prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, contra a promotora de justiça Gabriela Brandão Costa Tavernard não possuem qualquer rastro de verdade.

4. O Ministério Público do Maranhão reafirma seu compromisso com a sociedade e repudia atitudes e posicionamentos que visem diminuir a atuação isenta de seus membros.

São Luis, 8 de maio de 2019.

Secretaria para Assuntos Institucionais

Você pode gostar...