Ministério Público inaugura novas instalações da Promotoria de Justiça em Barão de Grajaú

Fita de inauguração em Barão de Grajaú.

MARANHÃO – Foi inaugurada na tarde desta segunda-feira, 26, a Promotoria de Justiça de Barão de Grajaú. O imóvel passou por ampla reforma e foram substituídas as instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias, além da adaptação às regras de acessibilidade arquitetônica para facilitar o acesso das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

O imóvel fica localizado na Av. Mário Bezerra, nº 574, Centro e tem 136,12m² de área construída. O investimento feito pelo Ministério Público do Maranhão foi de R$ 44.719,28

A solenidade de inauguração foi presidida pelo procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, que destacou a preocupação de sua gestão em proporcionar às Promotorias de Justiça melhores condições de atendimento à comunidade. “Fico feliz em ter a oportunidade de concretizar um sonho que foi de muitos colegas que exerceram aqui suas atividades. Atualmente, o Ministério Público do Maranhão orgulha-se de ter uma estrutura física ímpar”, comemora.

O procurador-geral mencionou o número de novas sedes de Promotorias de Justiça inauguradas no estado nos últimos dois anos, incluindo as de Passagem Franca (entregue nesta terça-feira, 27), Caxias, Barra do Corda e Governador Nunes Freire. Estas três serão inauguradas nos próximos dias.

O diretor-geral da Procuradoria Geral de Justiça, Emmanuel Guterres Soares, ao detalhar as intervenções feitas no prédio, lembrou que a atual administração do MPMA, ao final dos 48 meses de mandato, em junho de 2020, terá entregue mais de 50 novas promotorias. “É um feito extraordinário e que nos deixa muito satisfeito por proporcionar aos membros e servidores da instituição melhores condições de trabalho”, frisou.

Atual titular da Promotoria de Justiça de Barão de Grajaú, Ana Virgínia Holanda de Alencar; agradeceu o empenho da gestão da PGJ ao entregar uma sede mais adequada às necessidades da comarca. “É muito importante essa adequação do prédio, não só para o exercício de nossas tarefas, como também para o bom acolhimento da comunidade”.

CELSO MAGALHÃES

 Em seu discurso, o procurador-geral de justiça fez questão de lembrar o episódio que liga o nome da cidade de Barão de Grajaú à história do Ministério Público do Maranhão. O patrono da instituição, o promotor de justiça Celso Magalhães, no ano de 1876, levou ao Tribunal do Júri a senhora Anna Rosa Viana Ribeiro, a Baronesa de Grajaú, acusada do homicídio do menino-escravo Inocêncio, de apenas oito anos de idade.

A baronesa acabou sendo absolvida no julgamento, e Celso Magalhães demitido a bem do serviço público pelo Barão de Grajaú, quando ele assumiu interinamente a Presidência da Província em 1876.  “Este momento exemplar de nossa história demonstra claramente que desde sempre a aptidão do Ministério Público é a defesa do cidadão, sobretudo aqueles mais fragilizados, e dos interesses mais caros à coletividade”, afirmou Luiz Gonzaga Coelho.

AUTORIDADES

Entre as autoridades presentes na solenidade, estiveram a procuradora do Município de Barão de Grajaú, Talita Silva Resende, que representou o prefeito Gleidson Resende da Silva; a promotora de justiça Ana Virgínia Pinheiro Holanda de Alencar; o juiz da Comarca de Barão de Grajaú, Davi Mourão Guimarães Menezes; o promotor de justiça corregedor Danilo José de Castro Ferreira, representando o corregedor-geral do MPMA, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau; a vice-presidente da Câmara Municipal de Barão de Grajaú, vereadora Camila da Silva Eufrazio; o diretor-geral da PGJ, Emmanuel Guterres Soares; o delegado da Polícia Civil Firmino Pio Vilarinho Neto; o procurador de justiça aposentado César Queiroz Ribeiro; a secretária municipal de Assistência Social, Maiara Costa; e o representante do 35° Batalhão de Polícia Militar, Francisco das Chagas Bila Sobrinho.

(FONTE: CCOM-MPMA)

Você pode gostar...