Morre aos 58 anos o ator Guilherme Karam, vítima de doença degenerativa.

O ator Guilherme Karan durante cena da novela América, da Globo, exibida em 2005.

O ator Guilherme Karan durante cena da novela América, da Globo, exibida em 2005.

RIO – O ator Guilherme Karam, de 58 anos, morreu na manhã desta quinta-feira, no Rio. Ele estava internado no Hospital Naval Marcílio Dias, onde se tratava da síndrome de Machado-Joseph, há cerca de dois anos. A doença leva a perda das capacidades motoras e, segundo Alfredo Karam, pai do ator, ele já não conseguia falar e se comunicava com os olhos.

Alfredo Karam disse também em entrevista no início desse ano que o estado de saúde do filho era crítico. “O Guilherme continua na mesma situação e o quadro permance o mesmo. A consciência dele não foi afetada, mas os movimentos e a fala estão comprometidos. Ele ouve, mas não pode falar. Ele se comunica com a cabeça e com os olhos. Vamos ver o que Deus fará por ele”, disse na ocasião.

Alfredo Karam também revelou que seus quatro filhos são portadores da doença, que é hereditária e foi herdada da mãe. À época, dois irmãos de Guilherme Karam já haviam morrido.

O último trabalho de Guilherme Karam na TV foi em 2005, na novela “América”, de Glória Perez, como o personagem Geraldito. O ator também se destacou em novelas como “Meu Bem Meu Mal”, “Explode Coração” e “Pecado Capital”. Além disso, ele é lembrado por ter vivido o vilão do filme “Super Xuxa Conta o Baixo Astral”. 

Você pode gostar...