Motorista Victor Yan vai a júri popular, mas aguarda em liberdade

Motorista Victor Yan Barros de Araujo, de 25 anos.

SÃO LUÍS/MA – O juiz Gilberto de Moura Lima, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís, decidiu nesta quinta-feira (19) pronunciar a júri popular o jovem Victor Yan Barros de Araújo, 25, motorista que perdeu o controle do veículo na Avenida Carlos Cunha, capotou e caiu num barranco, matando três pessoas que estavam em uma festa no local, além dos próprios amigos Mauriccio Andrei Soares e Ana Lourdes Matos, que estavam com ele no carro.

No despacho, no entanto, o magistrado revogou a prisão preventiva do acusado, que aguardará o julgamento em liberdade.

Segundo a sentença de pronúncia, até ser levado a júri, Victor Yan deverá comparecer a todos os atos do processo, não poderá dirigir, usará tornozeleira eletrônica e precisará estar recolhido, em casa, no período noturno, apartir das 20h.

Também deve comunicar eventual mudança de endereço e está proibido de acessar ou frequentar boates, casas de jogos, bares, festas e similares. Victor Yan vai responder por homicídio doloso, lesão corporal e dano.

Você pode gostar...