Neto Evangelista confirma filiação  ao DEM e deixa PSDB sem representação na Assembleia legislativa.

Juscelino Filho e Neto Evangelista faltam apenas marcar a data da filiação ao DEM.

MARANHÃO – O secretário de Desenvolvimento Social, deputado Neto Evangelista, em conversa com o titular do blog Jorge Vieira na inauguração Instituto Deputado João Evangelista,  confirmou que vai deixar o PSDB e assinar ficha de filiação no partido Democratas, comandado no estado pelo deputado federal Juscelino Filho.

Com o ingresso do parlamentar no DEM, a legenda passará a contar com cinco deputados em sua bancada, se constituindo numa das maiores do parlamento estadual. A janela partidária permite a mudança de sigla sem risco de perda do mandato por infidelidade, a exemplo do que ocorreu do o deputado Rogério Cafeteira que filiou semana passada durante a convenção nacional que elegeu ACM Neto presidente.

Como falta apenas marcar a data da filiação de Neto, o que deve acontecer em breve, a partir de abril, quando o deputado retornar para suas atividades na Assembleia Legislativa, a bancada do DEM será composta pelos deputados Antônio Pereira, Cabo Campos, Stênio Resende, Rogério Cafeteira e Neto Evangelista.

No sentido contrário, a partir der abril, o PSDB deixará de existir no plenário da Casa. Isto porque o único parlamentar que ainda resta, Sérgio Frota, já se acertou com Josimar de Maranhãozinho e deve anunciar nos próximos dias sua filiação do PR, partido da base de sustentação do governo.

A revoada anunciada pelo ex-presidente da legenda, vice-governador Carlos Brandão, quando da entrega do PSDB no Maranhão para o senador Roberto Rocha, acabou se concretizando. Além de perder a militância, a partir do próximo mês, ficará sem representação no parlamento estadual.

A entrada do líder do governo na Assembleia e agora o anúncio do ingresso do secretário Neto Evangelista no partido, fica cada vez mais evidente que Juscelino venceu a queda de braço pelo comando do DEM no Maranhão, garantindo desta forma participação na coligação de Flávio Dino e mandando para telhado a pré-candidatura de Eduardo Braide.

 

(FONTE: JORGE VIEIRA)

Você pode gostar...