PM é condenado a 18 anos de prisão por matar comerciante em São Luís

Sargento Reginaldo Nascimento Serra foi condenado a 18 anos de prisão por assassinar um comerciante em São Luís.

SÃO LUÍS/MA – Por homicídio qualificado, a Justiça condenou a 18 anos de prisão o sargento da Polícia Militar Reginaldo Nascimento Serra, acusado de assassinar o comerciante Edson Rodrigues Simeão Filho. O crime aconteceu no bairro João Paulo, no dia 7 de março de 2016.

O Tribunal do Júri também determinou a perda da função pública do policial. Segundo as investigações, no dia do crime, o então cabo Reginaldo Nascimento estava de folga. Sem qualquer discussão, dentro de um bar, ele teria atirado no comerciante Edson Rodrigues, que na época tinha 53 anos. A real motivação do crime não foi detalhada no inquérito policial. Após o caso, Reginaldo continuou trabalhando normalmente no 8º Batalhão da Polícia em São Luís e foi promovido a sargento.

Na época em que foi interrogado, o policial confessou o crime, mas alegou que agiu em legítima defesa. No entanto, o Ministério Público contestou essa argumentação, principalmente pelas circunstâncias em que o crime aconteceu e a quantidade de tiros disparados contra a vítima.

“Como pode um senhor disparar onze disparos em uma vítima e dizer que foi legítima defesa?”, declarou a irmã do comerciante, Luciene Simeão.

“Nós temos um laudo técnico de exame de local de morte violenta que demonstra que não houve, por parte da vítima, nenhum sinal de que ela tinha condição de se defender. Nós temos, por exemplo, tiros que foram dados quando a vítima estava no chão”, afirmou o promotor Rodolfo Soares.

Você pode gostar...