Policial Militar é preso passando informações para traficantes em Imperatriz, outros PMs podem estar envolvidos revela o coronel Brito.

Coronel Brito revela que alem do PM Humberto outros PMs podem estar envolvidos com traficantes.

IMPERATRIZ/MA – O comandante de Policiamento da Área do Interior (CPAI-3), em Imperatriz, Coronel Brito, revelou que outros policiais podem estar envolvidos no esquema criminoso de repasses de informações privilegiadas a traficantes. Um dos envolvidos, o soldado Humberto Moura, foi preso nessa terça-feira (20). Com base em “grampos”, o trabalho de investigação descobriu que o PM vinha passando informações sobre o trabalho da polícia a traficantes. Veja o vídeo abaixo do Coronel Brito:

Segundo o comandante, as pessoas que tiverem envolvimento com o tráfico e forem da instituição, vão ter que responder. “Vão ter que ser responsabilizadas. Não vamos ser coniventes com práticas delituosas. Vamos cortar na própria carne”, disse Brito.

Ele acrescentou que já surgiram alguns nomes e o objetivo é clarear as investigações. “E vão ser chamados. Será um procedimento para servir de exemplo. Não podemos admitir PMs envolvidos como o crime, senão será o fim da instituição”, completou o comandante em entrevista a uma emissora de TV de Imperatriz.

ENTENDA O CASO

O policial militar identificado como Humberto, lotado no 3º Batalhão da Polícia Militar na cidade de Imperatriz, (MA) foi preso nessa terça-feira, (20), após ter sido flagrado em escutas telefônicas repassando informações para traficantes. O militar que ingressou na corporação em 2014 já vinha sendo monitorado em função das suspeitas que haviam contra ele.

Nos áudios interceptados pela polícia foi possível flagrar o soldado Humberto informando aos traficantes sobre operações que seriam feitas por policiais do Grupo de Serviço Avançado, (GSA) e também características dos carros utilizados nas operações. 

Humberto foi preso e encontra-se recolhido no quartel da PM naquela cidade onde responderá pelas acusações.  Um inquérito policial militar deve ser instaurado e, em se comprovando o envolvimento com bandidos, o PM pode até ser excluídos dos quadros da corporação.

 

Você pode gostar...