Policial militar feminina é atropelada dentro de condomínio no Turu 

PM Wanda Cabral, lotada no 1° Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão.

SÃO LUÍS/MA – A polícia ainda está à procura do comerciante identificado como Rider Gomes de Aguiar, de 35 anos, que atropelou a PM Wanda Cabral, lotada no 1° Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão. O fato ocorreu por volta de 5h30 desse sábado (7) dentro do condomínio Vilage II, na Avenida General Artur Carvalho, no Turu, em São Luís. Ele dirigia o veículo Corolla, de placas PMG-5258.

A policial sofreu fratura na bacia e lesões no rosto, além de escoriações em várias partes do corpo. Ela continua internada e os médicos estão avaliando a situação para decidirem se haverá a necessidade de que ela seja submetida a uma cirurgia.

Wanda Cabral foi atropelada quando deixava a o seu apartamento com o objetivo de fazer uma viagem. Nas imagens de um vídeo do momento do atropelamento, ela aparece colocando umas sacolas no banco traseiro do veículo (que seria de aplicativo) que não estava estacionado em uma das vagas, mas no leito de uma via interna do condomínio. Em seguida, ela dar a volta para adentrar do lado do carona. Ao abrir a porta, Wanda é arrastada pelo veículo do comerciante, sendo lançada a alguns metros.
Após o atropelamento Rider Gomes, retornou e desceu do veículo, com mais duas pessoas, para verificar a situação. A policial foi socorrida e ainda se encontra internada.
Após a PM ser socorrida, Rider teria desaparecido e ainda não teria sido localizado pela polícia. Ele seria proprietário de uma loja na área da feira do Mangueirão, no bairro da Divineia. Veja o vídeo abaixo:

 

(FONTE: GILBERTO LIMA)

Você pode gostar...