Possível fraude no sistema de adimplência pode ter garantido Goreth assumir a presidência da UNDIME.

AURINETE FREITAS E GORETH CAMÊLO.

SÃO LUÍS/MA – Uma denúncia encaminhada ao blog pode trazer a tona uma das maiores fraudes já ocorridas na seccional Maranhão da União dos Dirigentes Municipais de Educação – UNDIME. 

Segundo a denunciante a fraude pode ser comprovada através dos print’s tirados do sistema de adimplência, disponibilizado no portal da UNDIME Nacional, referente a situação da contribuição do município de Serrano no exercício de 2016, sendo que os mesmos foram tirados ainda este ano. Os dois print’s foram feitos pelo mesmo celular, sendo o primeiro print feito no mês de fevereiro, no qual estaria com a situação de inadimplente, e o segundo, ocorrido no mês de março, agora com o status de adimplente.

PROVA DA SITUAÇÃO.

Ocorre que conforme regras estatutárias, o sócio efetivo somente poderá está participando do quadro, caso esteja com a contribuição em dia, o que podemos ver que somente teria ocorrido no mês de março de 2017. Ocorre que como Geraldo Castro havia sido exonerado de secretário de educação de São Luís, acabou assumindo em seu lugar na UNDIME a sua vice, justamente a do município que se encontrava inadimplente, o que é vedado pelo estatuto. 

Como não era do conhecimento geral, o fato acabou passando e Gorethi mantever-se presidente durante todo esse período, mesmo sendo inadimplente com a própria instituição que presidia.

Como o grupo político ao qual representava não foi eleito na cidade e Gorethi precisava esta no cargo de secretária de educação para continuar presidente, a mesma tratou logo de agregar-se a outro município, tornando-se secretaria de Apicum-Açu

Mas para ser reconduzida ao cargo, Gorethi precisava demonstrar a imagem de uma presidente cumpridora de suas obrigações como todo bom sócio. Como não tinha como fazer o pagamento retroativo, não a restou outra saída a não ser encaminhar um ofício para a UNDIME Nacional, pedindo a baixa do débito, tornando o município de forma irregular, adimplente e com direito a voto.

Diante disso, a secretária de educação de Santo Amaro Aurinete Freitas, que é Conselheira Nacional de Representantes, falou ao blog que irá protocolar um ofício na UNDIME Nacional pedindo a abertura de processo administrativo por fraude e a expulsão da atual presidente do quadro societário, baseado nos artigos 6º e no § 3, do artigo 11º.

“Peço que seja aberta uma sindicância para averiguar as fraudes que estou denunciando, pois a nossa instituição não pode ser lesada por pessoas que cometem atos de q ferem tanto o Estatuto, quanto às nossas Diretrizes Éticas, declarou a denunciante.

Você pode gostar...