Preso casal por suspeita de participação na morte e esquartejamento de bebê em Itapecuru-Mirim

Casal preso em Itapecuru-Mirim.

ITAPECURU-MIRIM/MA – A polícia civil do Maranhão, por meio da delegacia regional de Itapecuru-Mirim, prendeu em cumprimento de prisão preventiva Jackson Matos Pereira, de 40 anos, e Marilene dos Santos Menezes, de 45 anos, supostamente pelo envolvimento no crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

A vítima em questão trata-se de uma criança encontrada morta com cabeça e membros separados do corpo na última sexta feira (03), no povoado Vinagre, zona rural do município. A prisão preventiva foi representada pela delegada da Mulher Tainara Mendes, que estava no plantão do final de semana, juntamente com a equipe, logo que identificou, através de imagens de câmera de videomonitoramento, um veículo Fiat Uno Way nas proximidades onde os restos mortais da criança foram deixados.

A equipe policial localizou o casal no bairro D.E.R e suspeitou, inicialmente, de práticas de rituais satânicos, embora o preso alegasse que não sabia que se tratava de um corpo humano e pensando ser carne podre, esquecida por algum cliente (ele é taxista), jogou fora como se fosse lixo.
A filha do casal compareceu na delegacia, afirmou ter abortado espontaneamente e, como escondeu a gravidez dos pais, colocou a criança em pedaços dentro de um saco de lixo no carro do pai, que não sabia de nada. O caso será investigado com mais detalhes.

Você pode gostar...