Primeiras pistas da Linha de investigação da morte do prefeito Ivanildo Paiva aponta o Celular encontrado e um Veículo prata que surgiu.

Corpo foi encontrado em região de plantação, perto da fazenda do prefeito.

DAVINÓPÓLIS/MA – A policia já encontra as primeiras pista que possa elucidar o assassinato do prefeito Ivanildo Paiva, que segundo a investigação o celular encontrado pode trazer alguma pista como um surgimento de um veiculo prata, que apareceu na localidade do crime.

Celular do prefeito encontrado 

O celular que pertencia a Ivanildo Paiva é uma das peças principais do quebra-cabeça, para chegar ate os assassinos, o celular foi encontrado por volta das 10 hrs deste domingo (11) as margens da BR 010 em frente a sede da Coca-Cola por familiares do prefeito. Não se sabe se o celular do prefeito caiu do bolso dele no trajeto da Fazenda até o local onde o corpo foi encontrado ou se os assassinos se desfizeram do objeto. De certo mesmo que o aparelho foi encontrado por meio do rastreador do iPhone (Apple).

Veículo prata

Na fazenda de propriedade do prefeito (povoado Jussara), existem duas residencias, uma sede da fazenda e outra um pouco afastada, esta pertencente a um morador da fazenda. Uma das pessoas da casa relatou à polícia que conversou com dois homens no período da tarde do sábado (10), segundo o morador da propriedade, os homens estavam em um veículo prata e pegaram informações sobre a fazenda. Ainda segundo a testemunha, eles teriam procurado pelo proprietário do imóvel que ainda não tinha chegado.

Usaram uma corda

Ainda na manhã de domingo (11), moradores da casa que fica na Fazenda foram até a sede da propriedade e encontraram a casa bagunçada, sem a presença do gestor davinopolitano decidiram procurá-lo, nas busca encontraram uma corda. A suspeita é que Ivanildo Paiva foi colocado ainda em vida na sua própria caminhonete.

Primeiras pistas 

Com as informações que possui, a polícia busca identificar por meio de câmeras o possível trajeto dos autores do crime, entre Davinópolis a Imperatriz. Após perícia foram encontradas pequenas manchas de sangue e sinais de resistência da vítima em seu quarto na Fazenda. Todas as pessoas que tinham alguma relação com o prefeito morto serão ouvidas para que a polícia possa identificar a linha de investigação sobre o caso.

Linha de investigação

A polícia não descarta nenhuma linha de investigação. O caso pode ser desde crime político por encomenda até situações envolvendo dívida ou vingança.

Latrocínio descartado

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) periciou o local do crime e o corpo do prefeito. Segundo a polícia, o prefeito foi assassinado por arma de fogo. A hipótese de latrocínio está descartada.

Lugar de descanso

Segundo as investigações, na sexta-feira (9) o prefeito informou à família que iria dormir na chácara, onde ele costumava ir para descansar. “Ele foi sozinho para a chácara e depois desapareceu. Pelas informações, ele aparentemente não foi morto onde foi encontrado, mas morto em algum local e transportado na caminhonete, ou morto na caminhonete e transportado até o local. No local, ele foi encontrado sem camisa, de bermuda, e com tiro no peito”, informou o delegado Eduardo Galvão.

Velório 

O corpo de Ivanildo Paiva foi velado desde a noite de domingo (11) na residência da família em Davinópolis. O sepultamento aconteceu às 17h no Cemitério Campo da Saudade na cidade de Imperatriz.

Segurança não foi morto

Ao contrário do que diversos blogs publicaram, o segurança do prefeito não foi morto junto com o gestor municipal. Na verdade, ele não estava com Paiva no momento do homicídio.

Você pode gostar...