Recuperado, Engenho Central de Pindaré vira Centro Cultural e espaço para cursos e capacitações.

Engenho e entorno de Pindaré-Mirim (Jardel Scot)

PINDARÉ/MA – Marca histórica e arquitetônica do auge da produção açucareira no Maranhão, o Engenho Central São Pedro, de Pindaré-Mirim, agora também vai preservar os traços culturais da cidade. O local foi completamente reformado e, nesta sexta-feira (25), será inaugurado como Centro de Cultura e espaço para cursos e capacitação técnica para a população da região. 
Reconstruído a partir da parceria entre o Governo do Maranhão, Prefeitura de Pindaré-Mirim, Ministério Público Federal, Ministério da Cultura e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o prédio e todo o entorno receberam investimentos da ordem de R$ 4 milhões. 

Além do espaço de exposições, haverá biblioteca, cineteatro que pode ser também utilizado como auditório e salas disponíveis para a oferta de cursos. O centro será gerido pela Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur). 

“Começaremos com a exposição Recortes do Pindaré, uma mostra fotográfica histórica do cotidiano da cidade e que também inclui peças cedidas pelos próprios moradores. Elas ilustram um pouco da riqueza cultural local, como trajes e instrumentos das caixeiras, bumba meu boi e dança indígena, entre outros”, diz a gestora Cultural do Centro Cultural do Engenho Central, Amélia Cunha.

“Teremos fotografias históricas e outras mais recentes recolhidas com alguns moradores e com a família do maior fotógrafo da região, que foi o senhor Manoel Catarino. Temos algumas fotos de 1940, 1950, que mostram os momentos da cidade, do rio Pindaré”, detalha Amélia.  

Cursos 
Além da exposição, a casa de cultura já abrirá com diferentes opções de cursos, entre elas o de Iniciação Teatral, que será realizado em parceria com o Centro de Artes Cênicas do Maranhão (Cacem); um de leitura e capacitação para gestores de bibliotecas e Faróis do Saber, feito pela Biblioteca Pública Benedito Leite; e cursos voltados para o turismo realizados pela própria Sectur. 

Também na inauguração, o Instituto de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) vai lançar um edital com a oferta de 80 vagas para composição de duas turmas para o Curso de Formação Inicial e Continuada em Inglês Básico. “Essas salas também estarão disponíveis para que a comunidade as utilize, estaremos abertos para parcerias, outros cursos”, acrescenta a gestora Amélia Cunha. 

Entorno 
Em frente ao engenho, está localizada a Praça São Pedro, que foi totalmente reformada, com piso e iluminação novos, além de paisagismo, jardinagem e uma academia ao ar livre.
A praça também recebeu um ponto de internet grátis do Maranet, que vem se expandindo no Maranhão. A capacidade é para até 200 conexões ao mesmo tempo.

Funcionamento 
O Engenho Central São Pedro funciona de terça a sábado das 9 às 11h e das 16h às 21h. Aos domingos, o espaço funcionará de 16 às 21h.

Instalações do IEMA em Pindaré-Mirim (Nael Reis).

Você pode gostar...