Repercute em todo estado a discriminação do deputado Edilázio não querer pobres circulando na Península

Edilázio na hora de pedir voto é amigo de: baixadeiros, vanseiros, moto-taxis, carros lotação, pedreiros e pobres em geral.

MARANHÃO – O deputado federal Edilázio Júnior, foi muito infeliz com sua descriminação em referência para que o bairro com o IPTU mais caro de São Luís, não seja invadido pela classe C, por baixadeiros, por vans, moto-taxis, carros lotação, pedreiros e pobres em geral. Esta sua descriminação repercutiu em todo estado.

O deputado federal Edilázio Júnior na hora de pedir voto é amigo de: baixadeiros, vanseiros, moto-taxis, carros lotação, pedreiros e pobres em geral. Ele fez um discurso em reunião com moradores da Península, onde se mostrou extremamente elitista ao alegar que a construção de um cais na região vai atrair um “público que não tem nada a ver com vocês, nada a ver com a gente”, ao se referir aos moradores da região mais rica da cidade.

Ele esbracejou contra a circulação de moto-táxis, carrinhos lotação e vans na região. Ou seja, a movimentação de pobres pela localidade.

Somente em São Luís, Edilázio teve 6.172 votos na última eleição e a grande maioria destes votos foram justamente das pessoas que agora discrimina.

Você pode gostar...