SAI A PRIMEIRA EXONERAÇÃO DO GOVERNO FLÁVIO DINO E PODE SAIR OUTRA DEPOIS DA SEMANA SANTA.

Ex-diretora  do Hospital Geral Maria Ilvanicia Braga.

Ex-diretora do Hospital Geral Maria Ilvanicia Braga.

SÃO LUÍS – A publicação do Diário Oficial desta quarta-feira, dia 1, aconteceu a primeira exoneração do governo Flávio Dino, onde trouxe a exoneração de Maria Ilvanicia Braga Bordalo de Figueiredo da Direção Geral do Hospital do Câncer, o Tarquínio Lopes ou Geral. Como já havia diversas denúncia pedindo o afastamento de Maria Ilvanicia Braga, não deu outra ela foi substituída por José Maria Assunção Moraes Júnior, que a partir desta quinta-feira Santa, dia 2, será o novo diretor do hospital.

A ex-diretora foi indicação do senador Roberto Rocha, só que os funcionários vinham comendo o pão que o diabo amassou nas mãos da gestora, e com o avanço das denúncias em blogs jornais, Rádio e televisão,  não teve como o senador segurar sua amiga no cargo. A exoneração dela teria se dado em razão da perseguição que fazia com os funcionários, que não rezavam a sua cartilha.

Sem limites de autoridade, ela chegou a exonerar do hospital os próprios aliados do governo e, inclusive, uma sobrinha do ex-governador e deputado federal Zé Reinaldo Tavares. A demissão de Maria Ilvanicia abrirá uma grande crise entre o governador Flávio Dino e Roberto Rocha, que já vem dando sinais de um possível rompimento com o governo.

 

 

FONTE: LUÍS PABLO

 

Você pode gostar...