Sai a prisão preventiva do assaltante que matou mulher e baleou PM no Banco do Brasil, em São Luís

Raphael Yury foi preso após cometer um latrocínio no último domingo (09).

SÃO LUÍS/MA – Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), com apoio da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), deram cumprimento, na tarde desta segunda-feira (12), a mandado de prisão preventiva contra Raphael Yuri Araújo Pereira, de 27 anos.

Raphael Yury foi preso após cometer um latrocínio no último domingo (09) nas dependências da agência do Banco do Brasil do Jaracati.

Durante o assalto, ele trocou tiros com o PM Bernardo Gusmão Alves Junior, lotado no 9º BPM, que foi atingido no joelho. Um dos tiros atingiu as costas da namorada do PM, Camila Ribeiro Sousa Cardoso, que estava internada no UDI Hospital e morreu nesta quarta-feira (12).

O assaltante também ficou ferido e, mesmo assim, fugiu do local em companhia do seu comparsa e mais um terceiro bandido que dirigia o Fiat Palio de cor prata. Ele foi buscar atendimento no Socorrão 2 e terminou preso.

Investigado por roubo a residência

O criminoso, juntamente com outros comparsas já presos, vinha sendo investigado e foi identificado como um dos autores do roubo a residência, no dia 31 de março deste ano, no Bairro Alto da Esperança, em São Luís.

Considerado de alta periculosidade, Yuri já havia sido preso pela DRF no ano de 2017, quando também fora identificado como autor de crime de roubo a residência no Bairro Bequimão.

Após as formalidades legais, o preso permanecerá no sistema penitenciário, à disposição da Justiça.

Você pode gostar...