SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO ATRAVÉS DA PREFEITURA DE SÃO LUÍS ENTREGA KITS DO PROJOVEM URBANO.

SECRETARIO DE EDUCAÇÃO DE SÃO LUÍS GERALDO CASTRO.

SECRETARIO DE EDUCAÇÃO DE SÃO LUÍS GERALDO CASTRO.

SÃO LUÍS – A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou nesta semana a entrega de kits de trabalho para 40 mobilizadores que atuarão junto às comunidades intensificando a busca por matrículas para o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem Urbano). São ofertadas 2100 vagas e o prazo de inscrição vai até o dia 23 de fevereiro. O programa, de iniciativa do governo federal, é executado em parceria com o município de São Luís de acordo com a política do prefeito Edivaldo Holanda Júnior para a área educacional, que visa garantir o acesso à escolaridade para toda a população.

A entrega dos materiais foi oficializada no auditório da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Alberto Pinheiro, no Centro. Cada kit é composto por camiseta, fichas de inscrição, cartazes, folders, caneta, lápis, borracha e apontador. O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, participou da solenidade e enfatizou a importância do trabalho que será desenvolvido pelos mobilizadores. “Quero que todos tenham noção da felicidade que vocês vão ajudar a construir, na medida em que vão ajudar as pessoas a cumprir uma etapa do ensino e ainda ter um instrumento para geração de renda”, disse o titular da Semed aos mobilizadores.

Para Jonatan Almeida Bertoldo, integrante da equipe de mobilização, desenvolver o trabalho será uma gratificação pessoal. “Eu já desenvolvo um trabalho junto à comunidade do Barreto e adjacências. Para mim, será gratificante poder ajudar novamente aquelas pessoas e contribuir para a Educação delas”, declarou. Já Lídia Vieira, pedagoga, destacou que o trabalho lhe permitirá ter novas vivências. “Poder contribuir para a Educação de uma forma diferenciada e conhecer pessoas com uma realidade diversa da minha serão fatores motivantes que possibilitarão uma grande experiência de vida para mim”, analisou.

MATRÍCULAS – O Projovem Urbano é voltado para jovens de 18 a 29 anos e tem duração de um ano e meio. Nesse período, os participantes do programa concluem o Ensino Fundamental, fazem um curso de iniciação profissional com certificado, têm aulas de informática e recebem uma bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 100. Para os jovens que já têm filhos, o Projovem disponibiliza ainda salas de acolhimento, onde pedagogos e cuidadores receberão as crianças de até oito anos e desenvolverão atividades lúdicas enquanto os pais assistem às aulas.

Para efetivar a inscrição, o interessado deve apresentar original e cópia dos seguintes documentos: Carteira de Identidade, comprovante de residência e Histórico Escolar ou Declaração Escolar que informe último ano cursado pelo jovem. Caso o interessado não possua histórico ou a declaração escolar, será realizado um teste de proficiência no ato da matrícula, que comprove o nível de escolaridade do estudante. para efetivá-la”, explicou a coordenadora do Projovem Urbano em São Luís, Karla Santos.

Os cursos de iniciação profissional pertencem a três arcos profissionais diversos: Construção e Reparos II ( curso de eletricista de instalações, trabalhador da manutenção de edificações, instalador e reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações e instalador de sistemas de telecomunicações); Serviços Pessoais (curso de depilador, cabeleireiro, maquiador, manicure e pedicure); e Telemática (curso de helpdesk/operador de microcomputador, assistente de vendas e telemarketing).

Você pode gostar...