Secretário de Saúde desmente falta de repasses para Fundação Antônio Dino.

Secretário estadual de saúde, Carlos Lula.

MARANHÃO – Sob ameaça de interromper, novamente, o Serviço do Pronto Atendimento, a Fundação Antônio Dino está no vermelho e, embora seja uma instituição filantrópica, parece não contar mais com a solidariedade para sobreviver.

Segundo o comunicado da entidade, agora a unidade depende dos repasses públicos do estado e município. A informação gerou alegações de que o Governo do Estado havia suspendido repasses.

No Twitter, o secretário estadual de saúde, Carlos Lula, afirmou: O único período, nos últimos anos, em que o Governo do Estado fez o absurdo de suspender os investimentos para o Hospital Aldenora Bello aconteceu no governo Roseana Sarney.

Ainda, segundo a publicação, todo recurso do Fundo Estadual de Combate ao Câncer de 2018 foi destinado à Fundação Antônio Dino. O valor ultrapassa os três milhões de reais.

Durante a próxima semana outros esclarecimentos devem ser dados. Uma reunião está agendada entre o secretário e direção da entidade filantrópica para tentar reverter a suspensão de alguns serviços no Hospital Aldenora Bello.

No Twitter, o secretário estadual de saúde, Carlos Lula.

Você pode gostar...