Servidores públicos municipais de Anajatuba fazem paralisação na cidade

PARALISAÇÃO DE ADVERTÊNCIA.

ANAJATUBA/MA – Diante do descaso do Prefeito de Anajatuba, com as reivindicações das categorias o Sindicato dos servidores públicos municipais promoveu na quarta-feira (13), UMA PARALISAÇÃO DE ADVERTÊNCIA, com a realização de ato Público e passeata pelas ruas da cidade, a manifestação contou com a participação dos servidores municipais, pais, alunos, movimentos sociais e as comunidades de Perimirim, Flores, Flecheira, Centro do Izidorio, Ladeira, dentre outras, que demonstraram sua insatisfação com a administração do Prefeito Sidney Pereira em atender as reivindicações do sindicato:

DESCONTO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL MENSAL;

REAJUSTE SALARIAL DO PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO NO PERCENTUAL DE 7,58%;

CRIAÇÃO DO PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DOS DEMAIS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS;

REALIZAÇÃO DE CONCURSO PÚBLICO; PAGAMENTO DOS SALÁRIOS ATRASADOS DOS PROFESSORES E DEMAIS SERVIDORES CONTRATADOS;

PLANO DE AÇÕES DO MUNICÍPIO PARA APLICAÇÃO DOS RECURSOS DO PRECATÓRIO DO FUNDEF; REESTRUTURAÇÃO DO IMAP;

MERENDA ESCOLAR SUFICIENTE; REGULARIDADE NO TRANSPORTE ESCOLAR; MELHORIA DAS ESTRADAS VICINAIS; UNIFICAÇÃO DE MATRICULA PARA PROFESSORES.
A Presidente do Sindicato, Josilene Sanches Mendes, disse que diante do descaso da gestão municipal em atender as reivindicações e solucionar os problemas dos servidores e das comunidades, o Sindicato veio a público denunciar, o descaso do prefeito que a 7 meses não desconta a contribuição sindical dos filiados numa tentativa de asfixiar e tolher a liberdade sindical, sem falar no reajuste salarial dos professores que devia ocorrer no mês de janeiro e ainda não tivemos, em pior situação está os servidores contratados que estão com três meses de salários atrasados e sem condições de continuar trabalhando e uma das solução da administração foi diminuir os dias de trabalho principalmente dos professores, isso piora a qualidade da educação, porque unem-se turmas de anos diferentes que ficam superlotadas; Criação de Plano de Cargos carreira e Salários para os demais servidores, queremos valorização profissional e funcional nunca houve um debate direcionado para a criação de um plano de carreira para os servidores municipais provocado por nenhum prefeito; Não há fornecimento da alimentação escolar, com qualidade, integralidade e que atenda as demandas da rede municipal: o transporte escolar é irregular tem localidades que transporte passa mais de dois meses sem ir buscar os alunos o que prejudica muito a aprendizagem dos mesmos e provoca reprovações e evasão escolar; Há nove anos o município não realiza concurso público persistindo naquela velha pratica de contratos como curral eleitoral; as estradas de acessos as comunidades estão horríveis cheias de buracos, quando as chuvas começarem elas ficarão intrafegáveis, isso já vem ocorrendo ao longo dessa gestão o que acarreta em suspensão das aulas todos os anos desde de 2016, sob a alegação que os alunos corre risco de vida devido as péssimas condições das estradas e nos queremos evitar que em 2020 as aulas sejam suspensas novamente.
Nossa pauta é extensa, esperamos uma mesa de negociação efetiva, sem o discurso que não tem dinheiro, e não havendo negociação pela gestão municipal os servidores irão fazer outras paralisações e acampar na prefeitura, até que se resolva os problemas em questão.

Presidente do Sindicato, Josilene Sanches Mendes.

Presidente do Sindicato, Josilene Sanches Mendes, disse que diante do descaso da gestão municipal em atender as reivindicações e solucionar os problemas dos servidores e das comunidades, o Sindicato veio a público denunciar.

(FONTE: Josilene Mendes/Presidente do Sindicato)

Você pode gostar...