STF adia outra vez decisão de prisão após 2ª instância

JULGAMENTO SUSPENSO.

BRASÍLIA – O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar nesta quinta-feira (17) três ações que devem definir o posicionamento da Corte sobre quando uma pessoa condenada pode ser presa. Os ministros deverão decidir se a prisão deve ocorrer após condenação em segunda instância ou só quando se esgotarem todos os recursos possíveis (trânsito em julgado). O julgamento foi suspenso após as sustentações orais e será retomado na próxima quarta-feira (23), pela manhã.

FALTOU UMA INSTÂNCIA
A Corte começou o julgamento para manter ou revogar as prisões dos condenados em 2ª instância, mas para beneficiar Lula o julgamento é outro. Afinal, o ex-presidente petista já foi condenado em “3ª” instância.

GUERRA DECLARADA
Falando nisso… O ministro Marco Aurélio (STF) declarou guerra aos colegas insinuando que os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Luiz Fux abusaram da visão “autoritária” na presidência do STF. As críticas foram ao vivo.

Você pode gostar...