TCU CONDENA BIRA DO PINDARÉ POR DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO.

O deputado Bira do Pindaré; inelegível em 2014

O deputado Bira do Pindaré; inelegível em 2014

 

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou, desde o dia 26 de setembro de 2012, o hoje deputado estadual Ubirajara do Pindaré Almeida Sousa, o Bira do Pindaré (PT), por atos de irregularidade administrativa e desvio de dinheiro público.

Usurpador da fama de herói da moral e da ética no Estado, o deputado tentava esconder a condenação, que ainda o proíbe de assumir cargo público por oito anos, e a devolver – atualizado monetariamente e acrescido de juros – os valores desviados do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), de quando Bira chefiou a Delegacia Regional do Trabalho (DRT) no Maranhão, em 2003.

Conforme o acórdão 2602/2012, os ministros consideram graves as irregulares encontradas nas tomadas de contas de Bira do Pindaré que, de acordo com o processo, ao assumir a direção da DRT/MA, herdou do seu antecessor e também condenado pelo TCU, Lourival da Cunha Souza, um contrato irregular com a Center Kennedy Car Peças e Serviços Ltda.

Segundo o tribunal, apesar de saber do elenco de arranjos feitos para que a empresa se tornasse canal dos recursos que deveriam ter sido utilizados em ações de defesa do direito do trabalhador, Bira manteve o contrato irregular.

Além do deputado, que está inelegível nas eleições de 2014, mais cinco pessoas foram condenadas pelo Tribunal de Contas da União.

 

 

Você pode gostar...