Ten. Cel. PM Harlan avalia seu trabalho como comandante do 21º BPM da PMMA.

Tenente-Coronel PM Harlan Silva do Nascimento destaca o avanço na questão social.

MARANHÃO – O Portal do Munim, entrevistou o Ten.Cel. PM Harlan, que estar a frente mais de um ano no comando do 21ºBPM, que abrange desde o KM 0 ao Estreito dos Mosquitos, onde o mesmo fala do avanço sobre a redução da criminalidade.

“Quando assumi o comando do 21º Batalhão da PM, eu tinha três metas principais. A primeira era diminuir o índice de criminalidade, que é o maior objetivo da PM. A segunda era dar uma estrutura logística e de qualidade de trabalho, segurança e aparelhagem aos policiais militares, qualificá-los, aumentar sua autoestima e capacidade de trabalho, buscando reconhecer e valorizar o serviço da PM.

A terceira era ter o apoio e a parceria da sociedade, um comprometimento em auxiliar a segurança pública, reconhecendo e acreditando no nosso trabalho. Esses eram os três eixos. Acho que, durante o meu tempo aqui, isso está sendo cumprido. Nossos índices de criminalidade apresentaram diminuição no decorrer do tempo, o que nos é demonstrado estatisticamente. A estrutura, em termos de valorização do policial militar, nós temos conseguido melhorar.

Nosso quartel é bem aparelhado, possui boas viaturas, fardamento, coletes à prova de balas, armamento, cursos de qualificação e prática de atividade física, para o que PM tenha o corpo e a mente em bom estado. Isso tudo devemos ao comandante geral da PMMA, Cel PM Luongo, do nosso secretário de segurança Dr. Jefferson Portela, que através do nosso governador que tem visto com bons olhos a nossa briosa PMMA. Além disso, há as parcerias e convênios que fizemos com a sociedade, por meio de ações preventivas, que é um destaque nosso, o Conselho Comunitário de Segurança, o Proerd, e a Rede de Segurança Escolar.

São ações em parceria com a comunidade para que a PM possa combater o crime através da prevenção. A nossa parceria com a Polícia Civil, promotoria pública e todo aparato judiciário, com quem temos ações em conjunto quase que diariamente. Quem ganha com essa relação muito próxima é a sociedade, é a segurança pública. Nós temos que trabalhar em conjunto, as nossas deficiências são parecidas. Então, trabalhando harmoniosamente, podemos combater melhor a criminalidade. A CPRV de Trânsito também tem nos apoiado. Essa união de forças nos auxilia bastante.”

Você pode gostar...