TJMA emite nota afirmando ser descabida ilação de Edilázio Júnior durante audiência

Deputado federal Edilázio Júnior.

MARANHÃO – O Tribunal de Justiça do Maranhão lançou nota nesta quarta-feira (03) a respeito de manifestação do deputado federal Edilázio Júnior durante oitiva do ex-delegado Tiago Bardal preso por fazer parte de quadrilha de contrabando, e do delegado licenciado Ney Anderson, na Câmara Federal. Edilázio questionou possível uso de token de membros do Poder Judiciário para que representações de interesse de algum delegado chegasse diretamente ao Conselho Nacional de Justiça.

O TJ declarou na nota ser descabida a ilação do uso irregular do dispositivo pelo Judiciário maranhense e que o pedido de informações feito por Bardal ao TJ seguiu o fluxo normal de correspondência de documentos e “não houve em nenhum momento encaminhamento, autuação ou cadastro do referido expediente, através de token de magistrado ou de servidor, do Tribunal de Justiça do Maranhão”.

Você pode gostar...