Traficante maranhense é preso em Teresina; ele tem condenação por roubo de carga

Francisco José Moura Sousa, conhecido como “Tintino”.

MARANHÃO – O traficante maranhense Francisco José Moura Sousa, conhecido como “Tintino”, foi preso nesse sábado (07) em Teresina/PI, após ter conseguido fugir a um cerco policial no dia 19 de novembro deste ano, por ocasião da operação “Três irmãos”, na cidade de Lima Campos, a 258 km de São Luís. Na oportunidade, três pessoas foram autuadas por tráfico e associação ao tráfico de drogas.
A prisão foi efetuada por policiais da 14ª Delegacia Regional de Polícia Civil, GPE e 2º Distrito Policial da 18ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico, respectivamente, tipificados nos artigos 33, caput, e 35 da Lei nº 11.343/06. “Tintino” foi localizado e preso Bairro Jacinta Andrade, em Teresina. Com ele, os policiais apreenderam um aparelho celular, uma balança de precisão, a quantia aproximada de R$ 600,00 e documentos.

Durante a fuga no dia da operação “Três irmãos”, o traficantes abandonou seu veículo que foi apreendido. Após utilização do cão farejador da Senarc, foi possível localizar, no interior do painel, várias pedras de crack, a quantia de R$ 900,00, uma pistola calibre .380, com carregador, devidamente municiada, além de várias munições calibre .380. Após a prisão, “Tintino” foi conduzido para a delegacia da cidade de Pedreiras.

Condenado a 9 anos de prisão por envolvimento em roubo de carga

Francisco José Moura Sousa foi preso por participar do roubo de uma carga do Grupo Mateus, avaliada em R$ 58 mil, no dia 10 de setembro de 2011. A carga foi vendida a um comerciante de Pedreiras.
Ao ser interrogado, ele disse que já havia sido preso por tráfico, em Lima Campos, e por roubo, em São Luís. Ele foi condenado nos dois casos e estava no regime semiaberto. Pelo roubo da carga do Mateus, “Tintino” foi condenado pela juíza de Dom Pedro, no dia 17 de setembro deste ano, a 9 anos e seis meses de reclusão, em regime fechado.

Você pode gostar...