Veja com exclusividade entrevista de Flávio Dino sobre as conquistas de 2019 e das perspectivas para 2020

GOVERNADOR FLÁVIO DINO EM ENTREVISTA A RADIO TIMBIRA.

MARANHÃO – O governador Flávio Dino concedeu entrevista à Nova Timbira 1290 Timbira, no programa Comando da Manhã, apresentado por Gilberto Lima e transmitido a pool de emissoras parceiras em todo o Maranhão, nesta segunda-feira (16). Na ocasião, o governador pontuou as conquistas de gestão em 2019 e as perspectivas para o 2020.

Flávio Dino destacou que, cinco anos de gestão num período de profundas crises trouxe dificuldades na realização de políticas sociais. “Sofremos os efeitos sociais dessa crise, contudo, não aceitamos que esses ônus sacrificassem ainda mais a população, sobretudo os mais pobres. Ao contrário, ampliamos e aprimoramos as políticas públicas”, afirmou o governador, iniciando a entrevista.

Questionado pelo radialista sobre o ritmo intenso de obras do Governo do Estado, Flávio Dino pontuou o desenvolvimento com investimentos no serviço público com obras e ações. Dino destacou a inauguração permanente de escolas, amplo programa de recuperação das rodovias estaduais e a marca de mais de 14 milhões de refeições servidas nos 42 equipamentos de segurança alimentar entregues em sua gestão.

“Estivemos na última semana no sul do Maranhão, entregando uma rodovia esperada há décadas. Estivemos em outros municípios entregando obras na educação, infraestrutura, cidadania e saúde, em uma região que praticamente não tinha obras do governo estadual na saúde. É uma política concreta de benefícios direto à população com essa série de realizações concretizadas neste ano de 2019”, reforçou Flávio Dino.

Sobre atração de investimentos em meio à crise, o governador ressaltou que o Maranhão tem a maior taxa de investimentos do país, ultrapassando o índice de 10%, que representa três vezes mais que a média brasileira. As obras estruturais e o ambiente institucional saudável contribuíram para esse cenário positivo, avaliou o governador.

“Tivemos ampliações importantes de investimentos privados no Maranhão, a exemplo da Vale, Equatorial, Suzano, Eneva, aumento da produção de alimentos com a parceria com a Ambev que influiu na produção de mandioca, além de Porto do Itaqui crescendo. O Maranhão é um dos poucos estados que vai para o terceiro ano consecutivo de saldo positivo na geração de empregos”, enumerou Dino.

Infraestrutura

Flávio Dino enumerou obras em todo o Estado integrando amplo programa de recuperação das estradas em todas as regionais maranhenses. Citou ações em Godofredo Viana, Carutapera, Cândido Mendes, Santo Amaro, cidades da Baixada Maranhense, Baixo Parnaíba, Gurupi e outros.

Outras iniciativas como o programa Rua Digna (parceria gestão e comunidade para melhoria de ruas nos bairros), Mais Asfalto (pavimentação de avenidas e ruas em todo o Maranhão), Cheque Minha Casa (apoio financeiro para reformas residenciais) e Nosso Centro (ações de revitalização no Centro Histórico com a reforma de prédios e inclusão de serviços, negócios e projetos culturais no bairro) complementam a série de realizações na infraestrutura.

Segurança

A descentralização do Centro Tático Aéreo (CTA) com a construção de bases em Imperatriz e Presidente Dutra; investimentos em viaturas, equipamentos, armamentos, estruturação dos prédios da Segurança Pública, valorização do policial com mais de 10 mil promoções, garantiram ao Governo do Estado bons índices na repressão e combate ao crime, se destacando nacionalmente.

“Precisamos ter senso de justiça e reconhecer que o trabalho de segurança pública tem sido feito pelos Estados e desejamos que o Governo Federal amplie sua colaboração e libere o Fundo Nacional de Segurança Pública, que foi negociado e aprovado com os deputados federais”, destacou o governador. Para o Maranhão, cabe algo em torno de R$ 8 milhões do Fundo, segundo o governador. Destacou, ainda, que haverá novas nomeações em 2020.

Povos Indígenas

“É preciso respeitar todas as correntes de pensamento e os indígenas têm direitos, e se construiu uma politica de ódio sobre esses povos. Se uma autoridade federal fala de forma negativa sobre esse segmento, se difunde nacionalmente. As autoridades do Governo do Maranhão continuam à disposição do Governo Federal”, disse o governador Flávio Dino, sobre a questão indígena.

Dino enfatizou que sempre que solicitado, o Governo do Maranhão se pronuncia e contribui nas ações de proteção indígena. “Mas, não podemos coordenar o Governo Federal, e a política indigenista cabe ao Governo Federal. A disposição de colaborar, no caso do Maranhão, é total”, frisou.

O governador citou a conclusão do plano de zoneamento ecológico e do bioma amazônico e atestou que onde houve menor desmatamento foram em terras indígenas. “Isso mostra que estas comunidades são importantes para a preservação ambiental. Houve o envio da Força Nacional para proteção de uma comunidade indígena e consideramos ações como esta importantes para que tenhamos mais paz para estas comunidades”, frisou.

Redução de Impostos

“Já fizemos mais de 50 reduções de impostos no Maranhão”, enfatizou. Citou os segmentos beneficiados, entre estes, a agricultura no cultivo do arroz, da produção de grãos em geral; aos mototaxistas dispensando licenciamento, e, também, a taxistas; e a redução do imposto no preço do gás recentemente aprovado e que será repassado aos consumidores a partir de janeiro.  “Procuramos fazer o que estamos fazendo, uma das menores taxas de impostos do país, para incentivar diversos setores da economia”, disse Flávio Dino.

Cidadania

O Travessia é uma das várias políticas de governo que garante a cidadania e o respeito às pessoas com deficiência, prestando um serviço de qualidade. Cheque Minha Casa que será ampliado; Cheque Gestante que alcança cerca de 10 mil mulheres e outros que somam para cumprir os direitos fundamentais previstos em lei. Todos os programas lançados terão continuidade e alguns ampliados.

Educação

Investimentos na educação somam mil obras diversas, incluindo a construção de novas escolas, reformas e ampliações. A gestão vai prosseguir com o programa Escola Digna, vai ampliar a rede IEMA e de ensino integral. O Governo do Maranhão também é destaque pelo pagamento da melhor remuneração a professores que cumprem 40 horas na rede estadual.

O governador também falou sobre a instituição do Pacto Estadual pela Aprendizagem e a implantação do Sistema Estadual de Avaliação da Educação do Maranhão (Seama), com fins a melhorar a qualidade do ensino e formas de acompanhamento deste desenvolvimento, avaliando toda a rede pública – ensino estadual e municipal – por aluno e a instituição.  “Queremos ver o que temos visto, jovens falando com orgulho de suas escolas. Isso é justiça social e igualdade de oportunidades, que a escola pública proporciona. Na educação temos mais acertos que falhas e isso nos deixa satisfeitos”, reitera Dino.

Dino reforçou a importância de investir cada vez mais na educação e lembrou que o Governo do Maranhão ampliou as vagas na universidade com a implantação da UemaSul, fortalecendo o ensino superior público e ampliação em 40% as vagas. “A universidade pública é insubstituível. Não se pode sucatear, nem fechar as escolas públicas. É muito difícil em cinco anos reverter os problemas que tínhamos. Por exemplo, de greve anual na educação. Hoje, temos um plano de gestão que respeita as políticas sociais e respeita a educação”, enfatiza o governador.

Saúde

Na área da saúde, Flávio Dino defendeu o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e pontuou ações como o programa Sorrir, que oferece tratamento odontológico com qualidade e gratuito. Citou a construção de hospitais regionais para atender a demanda dos municípios, e, assim, diminuir o fluxo nas unidades existentes. O governador pontuou, ainda, a construção de novos hospitais para 2020.

Falou, também, da recente inauguração do Centro de Referência para Crianças com Transtorno do Espectro Autista, dobrando a capacidade de atendimento a este público. A unidade serve de exemplo e é reconhecida nacionalmente. “Nunca fechamos uma unidade de saúde, pelo contrário, ampliamos a rede de atendimento”, disse o governador.

Você pode gostar...