VIANEY BRINGEL SERÁ CANDIDATA A PREFEITA EM SANTA INÊS PELO PSDB.

VIANEY BRINGEL.

VIANEY BRINGEL.

SANTA INÊS – A ex-deputada Vianey Bringel irá se filiar ao PSDB na próxima quinta-feira (16). Junto com ela se filiará o marido e ex-prefeito de Santa Inês, Robert Bringel. Como Robert é considerado Ficha suja, Vianey será candidata a prefeita do município pela legenda tucana contra o atual gestor, Ribamar Alves (PSB). Além deles, o ex-prefeito, Valdevino Cabral, outra forte liderança do município, também se filiará ao partido.

O presidente estadual do PSDB, Carlos Brandão, confirmou as filiações hoje ao blog as filiações. Brandão explicou que apesar da ligação histórica dos Bringel com o grupo Sarney, o casal teve uma postura correta com a então oposição e não seriam membros arraigados do grupo que dominou o Maranhão por 50 anos. “São lideranças fortes, que tem simpatia pelo PSDB. Estiveram do outro lado por uma circunstância, mas veem o nosso governo com simpatia. Eles sempre mantiveram uma linha correta e mantiveram seus compromissos. Desejaram vir ao PSDB e serão bem recebidos.

A entrada de Vianey na base do governo Flávio e o desgaste considerado irreversível do prefeito Ribamar Alves, colocam o socialista em situação de extrema dificuldade para buscar uma reeleição. Alves também está sem força em Brasília, já que Zé Reinaldo não aceitou ser secretário estadual justamente para não abrir a vaga de deputado federal para Luana Alves, esposa do prefeito.

Tucanos se reforçam de olho em 2018

Luís Fernando, casal Bringel e muito próximo de um acordo com Hilton Gonçalo. Com estes nomes, o tucanato maranhense se oxigena pensando em sair bem das eleições de 2016 visando 2018, quando veem a grande possibilidade de eleição do candidato a presidente Aécio Neves.

Carlos Brandão avalia que o PSDB tem sido o melhor destino de muitos que querem estar em um partido da base do governo Flávio e terem uma legenda forte. Mas avalia com cuidado as filiações. “O PSDB está tendo muitas filiações. E muitos se sentem amplamente dentro do governo estando no PSDB como se estivessem no PCdoB, porque o partido é da base e um dos mais próximos. Tenho sido muito procurado por muitas lideranças para filiações, mas tenho adotado critérios para não termos problemas com aliados do governo. Mas não podemos dispensar grandes lideranças que queiram vir ao partido. A ideia é lançar o maior número de candidatos a prefeito para fortalecer o partido”, afirmou.

 

FONTE: BLOG DO CLODOALDO

Você pode gostar...