49 Faróis do Saber já foram reformados e mobiliados no Maranhão

Farol do Saber da educação.

MARANHÃO = Há quase 10 anos desativado, o Farol do Saber Sousandrade, localizado no bairro Cidade Operária, em São Luís, foi entregue no último dia 18 de agosto, totalmente revitalizado. Executada com mão de obra carcerária, por meio de parceria entre as secretarias de Estado da Educação (Seduc), da Cultura (Secma) e de Administração Penitenciária (SEAP), a obra de reestruturação do equipamento contou com reforma da estrutura física, nova climatização, acessibilidade e renovação do acervo, que agora dispõe de mais de 500 títulos. 

“Mais uma Biblioteca Pública para os maranhenses. Leitura, direito de todos!”, disse a diretora da Biblioteca Pública Benedito Leite e coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, Aline Nascimento, em postagem nas redes sociais. 

Mas a solenidade de entrega do farol revitalizado foi apenas simbólica e a unidade ainda não está aberta para visitação pública. Isso porque as atividades seguem suspensas em todos os faróis pertencentes a áreas escolares, em respeito aos Decretos Estaduais e atos normativos das autoridades competentes para o combate ao novo coronavírus. 

Apesar dos impedimentos decorrentes da pandemia de Covid-19, com a entrega do Farol Sousandrade, até o momento, 49 Faróis do Saber já foram requalificados no Maranhão, com revitalização completa da estrutura, mobília e acervo novos. 

Desde 2013, vários Faróis do Saber estavam desativados. A grande maioria estava fechada e outros 58 funcionavam de forma precária. Nos últimos três anos, foi iniciado o processo de requalificação desses equipamentos de Cultura. Hoje a Rede Estadual de Bibliotecas é composta 118 Faróis do Saber, sendo sete em São Luís e 111 espalhados em diferentes municípios de todas as regiões do Maranhão.   

A popularização da Internet no século 21 não tirou o atrativo das bibliotecas. A média mensal de usuários em busca dos faróis revitalizados chegou a 2 mil até 2018, segundo dados do Sistema Estadual de Bibliotecas, e os principais públicos ainda são alunos do Ensino Médio e Fundamental. 

Gestão compartilhada

Desde 2017, a Lei 10.613, de 05 de Julho, instituiu uma gestão compartilhada das Bibliotecas Faróis do Saber, mediante assinatura de termo de compromisso entre o Governo do Maranhão e as Prefeituras Municipais. Tais bibliotecas são coordenadas e operacionalizadas pela Biblioteca Pública Benedito Leite, mas a gestão também é compartilhada entre Secma e Seduc. De acordo com as secretarias gestoras, outros dois faróis estão em obras e mais três iniciarão, em breve, o processo de revitalização. A meta é requalificar todas as unidades.

Farol do Saber incentiva a leitura e complementa a educação.

Você pode gostar...