A CASA CAIU: Polícia Civil realiza operação contra pirâmide financeira em São Luís

POLICIA NO APARTAMENTO.

SÃO LUÍS/MA – A casa caiu para o lado do médico Abdon Murad Júnior, suspeito de cometer estelionato, crime contra a economia popular e possível associação criminosa. Onde a  Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), deflagrou na manhã desta sexta-feira (10) a Operação Ramsés para cumprimento de três mandados de busca e apreensão em imóveis do médico.

Segundo informações divulgadas pela polícia durante entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (10), foram apreendidos documentos, ipads, CPUs, e notebooks, em dois apartamentos, alvos da operação, localizados na Península, pertencentes ao investigado.

Além disso, também foram realizadas buscas em uma residência, na qual teria funcionado a sede da empresa AMJ PARTICIPAÇÕES, também investigada. Ainda segundo a polícia, as investigações têm o intuito de apontar a autoria e materialidade de um dos maiores esquemas de fraude financeira do país, com movimentações bancárias milionárias.

Operação Ramsés
De acordo com informações do delegado Márcio Dominic, o médico é suspeito de liderar o esquema de pirâmide. A investigação já segue durante 8 meses, após várias vítimas terem denunciado os golpes.
Ainda segundo a polícia, Abdon Murad está usando tornozeleira eletrônica e está com o passaporte retido. O inquérito tramita em sigilo e a polícia civil estuda a adoção de outras medidas com objetivo de esclarecer os fatos e encaminhar os autos ao poder judiciário.

Você pode gostar...