ABSURDO! Idosa tem carro guinchado por estacionar… em vaga de idosos.

Em nota, SMTT reconheceu conduta inadequada de agente de trânsito.

SÃO LUÍS/MA – Uma senhora de aproximadamente 80 anos teve o seu carro guinchado, no fim de semana, depois de deixá-lo no estacionamento do Shopping São Luís.

Motivo: sem qualquer selo indicativo, ela deixou o veículo numa vaga destinada a idosos.

Mesmo tendo chegado ao local no momento em que um agente da SMTT acionava o guincho e se identificado, o carro ainda foi rebocado.

O caso gerou revolta nas redes e a SMTT, hoje, emitiu uma nota reconhecendo que o agente teve conduta inadequada.

Esse não é o primeiro caso do tipo que ocorre em São Luís. Em 2015 um promotor de Justiça aposentado, de 70 anos, foi multado também pelo mesmo motivo.

Leia abaixo a íntegra da nota da SMTT sobre o caso:

1. A fiscalização do uso das vagas reservadas para idosos e deficientes em estabelecimentos privados e públicos atende à determinação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), mais especificamente das Resoluções 303/2008 e 304/2008 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN). Atende, também, à recomendação da Promotoria de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com base em Ação Civil pública da Vara de Interesses Difusos e Coletivos.

2. O estacionamento nestas vagas é garantido com o uso do Selo do Idoso, emitido de forma gratuita na sede da SMTT, no Ipase, e também no posto do Viva Cidadão do Shopping da Ilha. Neste último o funcionamento acontece, inclusive, aos sábados e domingos. A SMTT ressalta que para a emissão do Selo é necessário apenas a Carteira de Identidade.

3. Embora a fiscalização tenha ocorrido em cumprimento à lei, reconhece que a conduta dos agentes de trânsito foi em desacordo com a orientação da SMTT, que se compromete a adotar medidas para reorientação das equipes, a fim de evitar ocorrência de novos casos.

4. A SMTT se compromete ainda em ampliar a divulgação da obrigatoriedade do uso do Selo do Idoso nos veículos de comunicação e redes sociais, além da adoção de outras medidas necessárias para reforço da propagação da informação e, assim, assegurar que todos tenham amplo conhecimento da obrigatoriedade do uso do Selo.

 

FONTE: GILBERTO LÉDA

 

Você pode gostar...