Bolsonaro nega ajuda, mas Flávio Dino vai abrir mais 100 leitos no Maranhão

GOVERNADOR FLÁVIO DINO.

MARANHÃO = Enquanto o governo federal se recusa a colaborar com os Estados para abrir mais leitos para pacientes de coronavírus, o Maranhão vai se resolvendo sozinho. O governador Flávio Dino anunciou nesta terça-feira (9) que vai abrir 100 novos leitos no Maranhão.

“Nas próximas semanas, vamos abrir mais 100 leitos para casos de coronavírus. Reforço o pedido para que todos adiram às medidas preventivas, sobretudo ao uso de máscaras”, afirmou Dino nas redes sociais.

FLÁVIO DINO NO TWITTER.

Em 31 de dezembro, os leitos de UTI financiados pelo Ministério da Saúde foram desabilitados.

De acordo com o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) no fim do ano passado havia 12.003 leitos de UTI sendo financiados pela pasta. Em janeiro, caíram para 7.717 leitos. E em fevereiro, justamente quando os casos disparam em todo o Brasil, foram para 3.187.

Na segunda-feira, o Governo do Maranhão ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando que o Governo Federal reative os leitos de UTI para Covid-19.

De acordo com o texto da ação, dos 268 (duzentos e sessenta e oito) leitos exclusivos para Covid-19 em funcionamento na rede estadual, nenhum encontra-se habilitado pelo Ministério da Saúde. “Em outras palavras, o Estado do Maranhão tem que arcar sozinho com todo o custo para manutenção desses leitos, sem qualquer apoio ou contrapartida da União”.

Você pode gostar...