Carlos Brandão será o nome de Dino para o Governo do Maranhão

GOVERNADOR FLÁVIO DINO E O VICE CARLOS BRANDÃO.

MARANHÃO = Fica a cada dia mais claro que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), vai mesmo apoiar de maneira irrestrita a candidatura do vice-governador, Carlos Brandão (Republicanos), ao Palácio dos Leões, no pleito eleitoral de 2022.

O Blog Atual 7 revelou, em primeira mão, uma reunião ocorrida entre o governador e alguns de seus secretários, principalmente aqueles que almejam disputar a eleição do ano que vem.

Neste encontro, apesar de não ter declarado abertamente, ficou implícito que no segundo semestre deste ano, Flávio Dino vai oficializar que o seu nome preferido para lhe suceder mo Palácio dos Leões será o de Carlos Brandão.

Dino inclusive deixou a entender que já teria conversado com o senador Weverton Rocha (PDT), que se coloca como pré-candidato ao Governo do Maranhão, sobre o assunto. O governador disse ainda acreditar numa unidade do seu grupo para 2022.

Pelo que apurou o Blog, ao contrário do que destacou o Atual 7, o secretário de Saúde, Carlos Lula, que pretende disputar uma vaga na Câmara Federal, não participou da reunião, mas outros dois nomes também participaram. Estiveram presentes: Rodrigo Lago (Agricultura Familiar), Felipe Camarão (Educação), Rubens Pereira Júnior (Articulação Política), Rogério Cafeteira (Esporte e Lazer), Clayton Noleto (Infraestrutura), Jefferson Portela (Segurança Pública), Márcio Jerry (Cidades e Desenvolvimento Urbano), Simplício Araújo (Indústria e Comércio), Chico Gonçalves (Direitos Humanos e Participação Popular), Júlio César Mendonça (Agerp), Ednaldo Neves (adjunto da Articulação Política), Cynthia Mota (Planejamento) e Diego Galdino (Governo).

Também ficou praticamente definido que o secretário Marcelo Tavares (Casa Civil), que também participou do encontro, será o nome do governador Flávio Dino para a vaga que será aberta ainda este ano no Tribunal de Contas do Estado. No entanto, como precisa do apoio dos deputados estaduais para chegar ao TCE, coube ao próprio Marcelo Tavares pedir que não houvesse um atropelamento por parte dos secretários candidatos nos atuais deputados da base governista.

Pelo que apurou o Blog, a ideia é, no segundo semestre, definir toda a chapa para 2022. Dino estaria apenas esperando a definição das regras eleitorais para o próximo pleito, mas a tendência é que os secretários que estavam na reunião sejam divididos em três partidos.

Dino deu a entender que disputaria uma vaga para o Senado, mas como o Blog disse mais cedo, a elegibilidade do ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, não estava colocado, e, caso se concretize, pode fazer o governador mudar de ideia e barganhar uma vaga de vice na chapa do petista.

De qualquer forma, tudo caminha para que Brandão seja mesmo o nome anunciado por Flávio Dino como o seu candidato ao Palácio dos Leões, com ou sem unidade.

Você pode gostar...