Eduardo Cunha é afastado e Waldir Maranhão assume presidência da Câmara Federal e pode se tornar o 2º presidente maranhense do país.

Com o afastamento de Eduardo Cunha do mandato de deputado na Câmara dos Deputados, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA) assumir a presidência da Casa.

Com o afastamento de Eduardo Cunha do mandato de deputado na Câmara dos Deputados, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA) assume a presidência da Casa.

BRASÍLIA – Na manhã desta quinta-feira (05), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato determinou o afastamento imediato do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Casa. A decisão de Teori além de monocrática é liminar.

O peemedebista Eduardo Cunha, caiu como uma bomba em Brasília e acabou favorecendo o vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP). Mesmo sendo aliado de Cunha e réu nas investigações da Operação Lava Jato, a partir de agora, o parlamentar maranhense assume o comando da Câmara dos Deputados.

Eleito vice-presidente da Casa em fevereiro do ano passado, Waldir foi apontado pelo doleiro Alberto Youssef – condenado por lavagem de dinheiro e outros crimes – como um dos deputados que recebeu dinheiro através da empresa GFD, usada por Youssef para distribuir propina. Ele também é investigado em outros inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) acusado de lavagem de dinheiro, ocultação de bens, direitos ou valores.

Mesmo investigado e tendo dito ‘Não’ ao processo de impeachment de Dilma Rousseff, Waldir Maranhão pode acabar ocupando a cadeira da Presidência da República pois é o primeiro na linha sucessória de Michel Temer caso assuma o comando do país. A Constituição prevê que o chefe da Câmara passe a ocupar o cargo nos momentos em que o presidente viajar para cumprir agenda internacional. Portanto, Waldir poderá ser o segundo maranhense a ocupar, ainda que interinamente, o cargo de Presidente do Brasil.

Você pode gostar...