EX-PRESIDIÁRIO É ASSASSINADO NA FEIRA DO CANTINHO DO CÉU EM SÃO LUIS.

Berlota

Berlota

 

Foi executado a tiros no início da tarde de ontem (24), na Rua São Judas Tadeu, no bairro Cantinho do Céu (área do Bequimão), o técnico em manutenção de ventiladores Samuel Costa Gusmão, popularmente conhecido como Berlota, de 47 anos. Segundo a Polícia Civil, a vítima aprendeu o ofício no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, de onde havia saído há oito anos, após cumprir pena por tráfico de drogas.

No local do crime, a Polícia Militar informou que dois homens armados que estavam em uma moto efetuaram os disparos que mataram o ex-presidiário. “Testemunhas contam que a dupla se aproximou da oficina da vítima e atirou duas vezes na sua cabeça. Em seguida, um dos assassinos foi até o balcão e acertou mais dois tiros na altura da nuca”, informou o cabo Sá, do 8º Batalhão da viatura do Bequimão.
Berlota, ainda segundo apurou a polícia no local do crime, era morador da Rua Menino Jesus de Praga, na mesma localidade, e já havia sofrido outras duas tentativas de homicídio. Um investigador da Delegacia de Homicídios (DH), que pediu para não ser identificado, revelou a O Estado que as duas primeiras tentativas de execução da vítima foram praticadas por um cunhado, que seria traficante.
Os delegados Jeffrey Furtado e Guilherme Sousa Filho, da DH, e Jefferson Furtado do 14º DP, do Bequimão, vão investigar o homicídio.
FONTE: MARCIAL LIMA

Você pode gostar...