Governo do Estado apoia Taça das Favelas

Governador Flávio Dino encontrou com o presidente da CUFA, Preto Zezé.

MARANHÃO – “É mais do que é um projeto. É a percepção da potência de que a favela organizada pode construir referências para a melhoria das políticas públicas. É um entendimento de que o trabalho com a sociedade civil rende muitos frutos”, disse Preto Zezé, presidente da Central Única das Favelas (CUFA) Global em encontro com o governador Flávio Dino, nesta segunda-feira (9). O Governo do Estado apoia a Taça das Favelas, maior torneio de futebol de campo entre favelas do mundo organizada pela Central Única.

Este ano, no Maranhão, mais de 20 mil jovens entre 14 a 16 anos participarão da etapa estadual da Taça das Favelas. O time vencedor representará o estado na edição nacional, concorrendo com os demais times da federação. O Governo apoia o evento e dará todo o suporte logístico necessário para que o time vencedor possa concorrer na edição nacional, que acontecerá em São Paulo.

“Devemos pensar na favela como potência, apostar na mobilização desses jovens e no talento deles. Agradecemos ao governador Flávio Dino por ser sempre receptivo às nossas demandas e por apoiar esse que é mais do que um projeto, é um entendimento da inclusão social por meio do esporte”, afirmou Preto Zezé.

Organizada pela Central Única das Favelas – CUFA, a Taça das Favelas é o maior torneio de futebol de campo entre favelas do mundo. Ao todo, mais de 100 mil jovens participam da competição, que se inicia nas peneiras internas nas comunidades até a final a nível nacional.

Além da Taça nas Favelas, em São Luís, será lançado o livro “Das quadras para o mundo”, que relata as experiências da Central das Favelas, de autoria de Preto Zezé. O livro aborda os relatos das experiências urbanas no ambiente da CUFA.

Você pode gostar...